Lacombe diz que sofreu “censura” na Band por ser conservador

Lacombe diz que “censura” causou sua saída da Band (foto: Reprodução)
Lacombe diz que “censura” causou sua saída da Band (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em entrevista a um canal do YouTube, o jornalista Luís Ernesto Lacombe disse que sua saída da Band, em junho de 2020, se deu como uma “censura” por se posicionar de forma conservadora politicamente. Na emissora, ele apresentou o reality Exathlon Brasil (2017) e o programa matinal Aqui na Band (2019) junto com Silvia Poppovic.

Em conversa com com o 1Bilhão Educação Financeira, o ex-Globo lembrou sua passagem na emissora paulista. “Há uma demanda reprimida por conteúdos mais liberais, conservadores. A imprensa de um modo geral é dominada pelo pensamento de esquerda. No programa que fui convidado a fazer eventualmente surgiu uma pauta política e nós nos posicionamos. Foi por acaso”, explicou.

Por causa das opiniões polêmicas do jornalista, a Band promoveu uma reformulação no Aqui na Band e o tirou da apresentação. Vildomar Batista, diretor da atração, também foi afastado da produção. Ele foi contratado pela RedeTV! dois meses depois, onde apresenta o programa Opinião no Ar. “A repercussão nas redes era enorme”, afirmou o jornalista.

No entanto, o Aqui na Band não tinha índices de audiência satisfatórios para a emissora de Johnny Saad. Em uma das edições, o Aqui na Band promoveu uma discussão sobre “quem mandou matar Jair Bolsonaro”, dando espaço para teorias conspiratórias. Isso irritou a direção de jornalismo da emissora, que pediu providências ao comando da rede.

“Teve outro acaso, foi uma espécie de censura que a gente sofreu na Band e me fez sair da emissora. Sofremos uma intervenção, nossas pautas tinham que passar pelo jornalismo, perdemos uma liberdade para comentar. Foi um acordo [sobre a saída]”, completou Lacombe.

 

Leia mais