Xuxa Meneghel desabafa, abre o jogo e revela: “Sou contra o PT”

Xuxa Meneghel chocou seguidores ao afirmar que é contra o Partido dos Trabalhadores (foto: Reprodução/TV Globo)
Xuxa Meneghel chocou seguidores ao afirmar que é contra o Partido dos Trabalhadores (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A apresentadora Xuxa Meneghel aproveitou a calada da madrugada desta terça-feira (16) para expor publicamente qual é o seu posicionamento político para as próximas eleições. A eterna rainha dos baixinhos fez questão de ser enfática ao revelar que é contra o Partido dos Trabalhadores, que deverá disputar o próximo pleito presidencial com Luiz Inácio Lula da Silva. “Sou contra o PT e filha de militar”, revelou a loira.

O comentário polêmico foi feito em uma publicação do youtuber Felipe Neto, em que ele revela que recebeu uma intimação da Polícia Civil do Rio de Janeiro para comparecer à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática por supostos crimes contra a segurança nacional, em reflexo de uma queixa-crime protocolada pelo vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro.

“Falar a verdade SEMPRE, mas cuidado. Tá cheio de fanáticos, loucos e armados, todos sabem que sou contra o PT e sou filha de militar, mas como as pessoas não veem isso tudo? E continuam concordando… minha opinião é que quem concorda e bate palma é pior do que ele e suas atitudes”, disparou a apresentadora.

“Queria muito ver outra coisa, já ia ser difícil, mas com tudo isso acontecendo é impossível. Quantas mais mortes vão ter que existir? Peço a Deus que nos ajude, que faça as pessoas verem o que está errado, antes que seja tarde demais. Que Deus nos proteja”, concluiu Xuxa Meneghel.

Afinal, o que aconteceu com Felipe Neto?

O comentário polêmico de Xuxa aconteceu após o influenciador afirmar que terá que responder por crime contra a segurança nacional por ter chamado o presidente Jair Bolsonaro de genocida. Em nota, a Polícia Civil disse que ele foi intimado após o vereador Carlos Bolsonaro protocolar uma petição alegando crime contra a segurança nacional.

“Um carro da polícia acaba de vir na minha casa. Trouxeram intimação para que eu compareça e responda por crime contra segurança nacional porque chamei Jair Bolsonaro de genocida. Jair Bolsonaro de genocida. Carlos Bolsonaro foi no mesmo delegado que me indiciou por corrupção de menores. Sim, é isso mesmo”, disse Felipe Neto.

“A clara tentativa de silenciamento se dá pela intimidação. Eles querem que eu tenha medo, que eu tema o poder dos governantes. Já disse e repito: um governo deve temer seu povo, nunca o contrário. Carlos Bolsonaro, você não me assusta com seu autoritarismo. Não vai me calar”, concluiu o youtuber.

Leia mais