Repórter da Globo diz que é “difícil manter a calma” na cobertura da Covid-19

Gabriel Vendramini, repórter da Globo, desabafou nas redes sociais sobre os desafios de cobrir a pandemia de Covid-19 (foto: Reprodução)
Gabriel Vendramini, repórter da Globo, desabafou nas redes sociais sobre os desafios de cobrir a pandemia de Covid-19 (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Gabriel Vendramini, um dos principais repórteres da GloboNews em São Paulo, usou o seu perfil em uma rede social para desabafar sobre o avanço da Covid-19 no estado. Em um dia marcado por mais um novo recorde de brasileiros mortos pela doença, o jornalista publicou um texto revelando que os profissionais do canal de notícias sequer sabem o que falar entre si, e que só conseguem se entreolhar com a voz embargada. “Somos atropelados por notícias piores a cada minuto”, afirmou o colaborador da Globo.

“Dia triste na nossa Redação. Batemos 1000 mortes registradas em 24 horas só no estado de São Paulo. Aqui, a gente se olha, com voz embargada e não sabe o que falar. É difícil trabalhar. É difícil manter a calma. Não finja que não é com você… é só rolar o seu feed. Os posts de luto aparecem cada vez”, começou o jornalista.

“Nossos amigos, conhecidos, perdendo parentes o tempo todo. Pessoas morrendo sem leitos. Médicos nem remédio tem para dar aos pacientes. A situação é caótica. E um dia você, que está inerte e acha que não tem responsabilidade nisso, vai ser cobrado”, concluiu ele. A publicação foi feita na manhã de segunda-feira (23) por meio da ferramenta Stories, que apaga o conteúdo automaticamente depois de 24 horas.

Gabriel Vendramini trabalha na Globo há quase oito anos. Ele começou na empresa em julho de 2013, atuando como repórter e apresentador na área de cobertura da TV Anhanguera, afiliada da emissora em Goiás. Em novembro de 2017, foi transferido para São Paulo e se tornou editor e repórter da GloboNews, funções que ocupa até hoje.

Leia mais