Record dá espaço para homem xingar a Globo e atacar ministros do STF

Guilherme Grando apresentou edição do Fala Que Eu Te Escuto que fez panfletagem pró-governo (foto: Reprodução/Record)
Guilherme Grando apresentou edição do Fala Que Eu Te Escuto que fez panfletagem pró-governo (foto: Reprodução/Record)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Record abriu espaço na madrugada desta quinta-feira (25) para uma série de teorias da conspiração sobre a pandemia de Covid-19. Durante quase cinco minutos, um dos convidados do Fala Que Eu Te Escuto fez um longo discurso atacando os ministros do Supremo Tribunal Federal, alfinetando as medidas de lockdown decretadas por algumas cidades do país, comparando o coronavírus com o HIV e, como não poderia deixar de ser, sobrou até para a Globo, avaliada pelo homem — identificado como Thiago Lopes — como responsável pela “destruição de lares”.

O longo monólogo praticamente não foi interrompido pelos dois apresentadores do programa da Record. Adilson Silva sequer se manifestou enquanto o homem estava no ar, enquanto Guilherme Grando fez uma breve intervenção para saber se a mulher do convidado era uma médica que atuava na linha de frente do combate ao Covid-19. Ele, que chegou a abrir um sorriso quando ouviu que “a Globo é um lixo”, voltou a intervir só para encerrar a participação, em um momento que Lopes passou a usar palavrões para defender seu controverso ponto de vista.

O homem, que se apresentou como presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Ceará, a Abrasel, já começou a sua participação no Fala Que Eu Te Escuto adjetivando as medidas dos governantes regionais como “ridículas” e defendendo um coquetel medicamentoso para o tratamento do coronavírus.

“Boa noite, tudo bem? Eu sou presidente da associação de bares e restaurantes da regional norte do Ceará, a minha esposa também é médica e eu sou empresário. Eu tenho um restaurante, já demiti metade da minha equipe e a postura do lockdown, as posturas que os governadores estão tomando, são simplesmente ridículas. Elas não funcionam. Estudos já comprovaram que a nova cepa de Manaus surgiu do lockdown. Há tratamento para a doença, tanto como profilaxia, como para as pessoas que já foram contaminadas pela doença”, afirmou Lopes.

“Se a gente for parar pra prestar atenção, a fome mata muito mais pessoas do que a Covid-19 já matou. A AIDS mata muito mais do que o Covid, e ninguém fala nada sobre isso. A mídia está sendo comprada… algumas emissoras, eu vou falar abertamente: a Globo é um lixo. A única coisa que a Globo faz é destruir os lares de todas as famílias, ela só passa morte todo santo dia”, prosseguiu ele, em um momento que arrancou um tímido sorriso de Guilherme Grando.

Por fim, Thiago Lopes assumiu que confia em Jair Bolsonaro e defendeu que o Brasil não tem casos de corrupção há dois anos. Para ele, os ministros do Supremo Tribunal Federal são uma “verdadeira vergonha internacional” e usou uma palavra de baixo calão para definir as atitudes da corte, que, em sua visão, é corrupta.

“A situação não tem mais controle. Eu confio na atual presidência do Brasil, eu acredito que o que está destruindo o Brasil são os ministros do STF, que estão fazendo uma verdadeira vergonha internacional. Isso tudo por dinheiro, pessoal. São dois anos sem corrupção”, pontuou.

“Eles tinham que fazer alguma coisa pra foder, pra alimentar os bolsos deles. Em 2022 a gente vai ter novas eleições. Pra não fugir e voltar pro campo político, o lockdown não funciona, ele está destruindo vidas e vai matar muito mais pessoas do que o próprio Covid”, concluiu o empresário. Grando interviu e interrompeu a entrevista assim que Lopes utilizou a palavra “foder”, mas deixou que o convidado concluísse o seu ponto de vista após o termo chulo.

A entrevista transmitida pela Record foi disponibilizada também na página oficial do Fala Que Eu Te Escuto no Facebook. O momento está disponível a partir dos 45 minutos e 40 segundos da íntegra do programa, e vai até aos 50min39seg da publicação. A emissora não permite que o conteúdo seja republicado fora da rede social — para assistir ao vídeo, basta clicar aqui e selecionar o momento correto.

Leia mais