EM NOVO DIA

Silvio Santos muda programação do SBT e adia exibição do Troféu Imprensa

Imagem com foto da apresentadora Eliana ao lado de Silvio Santos
A apresentadora Eliana ao lado de Silvio Santos; dono do SBT adiou dia de exibição do Troféu Imprensa (foto: SBT/Lourival Ribeiro)

Silvio Santos desistiu de exibir a 58ª edição do Troféu Imprensa neste sábado (11). Na manhã desta sexta-feira (10), a assessoria de comunicação do SBT informou que a premiação dos melhores de 2021 da televisão e da música será exibida na próxima quarta, dia 15 de junho, a partir das 21h30. Com a mudança na grade programação do SBT, a reapresentação da novela infantil Carinha de Anjo (2016) será suspensa neste dia da semana. O Troféu Imprensa não era produzido desde 2020 por causa das restrições impostas pela crise sanitária causada pelo vírus da infecção respiratória.

Os três mais votados pelo público serão apresentados em ordem alfabética aos jurados, para que eles decidam o melhor. Já para o Troféu Internet, os favoritos foram escolhidos através de votação online. Como de costume, Silvio Santos também receberá no palco os artistas que já foram premiados em outros anos e que, por alguma razão, não puderam comparecer no SBT para receber a estatueta. Marcaram presença artistas do SBT como Sophia Valverde, Rebeca Abravanel, Carlos Alberto de Nóbrega, Eliana, Danilo Gentili e Patricia Abravanel.

Nesta edição, o corpo de jurados foi formado pelos jornalistas Keila Jimenez (colunista do portal R7), Leão Lobo (apresentador da TV Gazeta), Fefito (apresentador do TV Fama e colunista do UOL), Cristina Padiglione (colunista do portal F5, da Folha de S. Paulo), Valença Sotero (jornalista da revista Caras), Márcia Piovesan (diretora da revista Ti Ti Ti), Flávio Ricco (colunista do portal R7), Sonia Abrão (apresentadora da RedeTV), Tony Góes (Colunista da Folha de S. Paulo), Nelson Rubens (apresentador do TV Fama) e Léo Dias (colunista do portal Metrópoles).

No Troféu Imprensa 2022, serão premiados artistas e profissionais da comunicação nas seguintes categorias: Melhor cantora; Melhor programa humorístico; Melhor programa de auditório; Melhor novela; Melhor apresentador de telejornal; Melhor ator de novela; Melhor programa de TV; Melhor jornal de TV; Melhor atriz; Melhor programa de entrevista; Melhor programa jornalístico; Melhor apresentador ou animador de TV e Melhor cantor.

A história do Troféu Imprensa: premiação não começou no SBT

Criado em dezembro de 1958 pelo jornalista Plácido Manaia Nunes (1934-2007), o Troféu Imprensa dedica-se a contemplar àqueles que mais se destacaram no cenário artístico do ano anterior, na TV e na música. Nos primeiros anos, a premiação foi promovida pela revista São Paulo na TV e exibida por um pool de emissoras formadas por Tupi, Record, Paulista e Excelsior. Os veículos transmitiam a cerimônia ao vivo direto do Teatro Municipal de São Paulo.

Em 26 de dezembro de 1969, Silvio Santos passou a comandar o especial, sendo neste ano pela TV Tupi para o estado de São Paulo. A partir de 1971, a exibição passa a ser em todo o território nacional pela Globo, sendo a escolha dos melhores no final de cada ano e a cerimônia de entrega na metade do ano seguinte. O troféu, inicialmente em formato de cartão de visitas, torna-se uma estatueta dourada. Desde 1981, a escolha e a entrega são unificadas em uma única edição anual pelo SBT.

Silvio Santos ganhou seu primeiro Troféu Imprensa de melhor animador de TV em 1969 e, ao longo dos anos, é dele o recorde de troféus com 29 pessoais e 21 do Programa Silvio Santos até 2021. Além dele, destacam-se como grandes vencedores do Troféu Imprensa: Lima Duarte, Regina Duarte, Glória Menezes, Tarcísio Meira (1935-2021), Hebe Camargo (1929-2012), Gugu Liberato (1959-2019), Luciano do Valle (1947-2014), Roberto Carlos e Ivete Sangalo. Nos anos de 1970, 1977, 1978, 1979, 1980, 2005, 2020 e 2021 não houve premiação. No ano de 1971 houve duas premiações, um referente a 1970 e uma referente a 1971.

Leia mais