INÍCIO DA CARREIRA

Filho de Ronaldo, Ronald surpreende ao relevar primeiro cachê como DJ

Foto de Ronald, filho de Ronaldo Fenômeno
Filho de Ronaldo revela quanto foi o seu primeiro cachê (foto: Divulgação)

Filho de Ronaldo Fenômeno, Ronald, que está atualmente trabalhando em sua carreira como DJ, surpreendeu ao revelar o valor que ganhava de cachê quando iniciou a carreira. Em entrevista à revista Quem, ele admitiu que chegava a cobrar apenas 30 reais para se apresentar em festas. “Antes de eu receber um cachê nomeado como cachê, eu cobrava um valor de transporte. Mas quando comecei a ser agenciado em 2014, 2015, os custos começaram a ser levados em consideração e aí, de fato, foi incrível”, afirmou.

“Ganhava R$ 30 no começo e depois começou a sobrar muito mais para mim. Mas foi muito bom ter passado por tudo isso para eu dar valor ao meu trabalho”, recordou o DJ, que ainda contou a emoção que teve ao receber pelo primeiro trabalho. “Foi incrível receber o primeiro cachê. Foi o resultado de muito sacrifício e dedicação, com noites em claro estudando para o que escolhi como profissão”, revelou.

“Estava juntando dinheiro para comprar os próximos equipamentos e melhorar a qualidade do som que estava oferecendo. Colocava o dinheiro em uma caixinha escondida. Assim foi nos três primeiros anos da minha carreira”, explicou ele, acrescentando: “até eu conseguir ganhar cachês melhores e pagar minhas contas, comprar minhas coisas, arcar com meu lazer. É muito bom ter um dinheirinho na conta e saber que ele foi merecido porque você trabalhou por ele”, desabafou.

Ronald ainda conta que quer ter sucesso por mérito próprio, sem precisar se escorar em Ronaldo e Milene Domingues. “Sou lembrado diariamente de que eles conquistaram tudo que tinham para conquistar. Eles têm um legado que vão deixar. A marca deles nesse mundo já foi feita e eu quero deixar a minha. Tenho consciência de que não vou conseguir isso se eu criar uma dependência deles nesse quesito”, disse.

“De maneira alguma vou renegar eles. Meus pais são parte fundamental da minha história. São pilares. Mas quero poder dizer no fim da minha carreira que essa foi a minha história e de mais ninguém. Quero ter a competência de fazer acontecer por conta própria”, disparou o artista, completando. “Aos poucos, a galera está conhecendo o meu trabalho. Quem sabe um dia não chego ao mesmo ponto que eles chegaram, em suas devidas profissões, na música também. Esse é o meu objetivo”, finalizou.

Leia mais