Tratamento de Paulo Gustavo foi barrado no SUS; saiba o motivo

Ludhmila Hajjar explica que o alto custo do tratamento feito por Paulo Gustavo impediu que a técnica fosse usada pelo SUS (foto: Divulgação)
Ludhmila Hajjar explica que o alto custo do tratamento feito por Paulo Gustavo impediu que a técnica fosse usada pelo SUS (foto: Divulgação)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O tratamento ECMO para covid-19, feito pelo ator e humorista Paulo Gustavo, foi barrado pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em 2015 devido o custo de R$ 30 mil. A informação foi dada pela médica cardiologista e intensivista Ludhmila Hajjar em entrevista para a CNN Brasil. “Muita gente não tem a chance de ser tratado numa ótima estrutura, como Paulo Gustavo, nem tem chance de ter a ECMO, dispositivo relativamente caro”, disse a médica. “Não se consegue fazer ECMO em alta escala no SUS”, completou.

A cardiologista afirmou na entrevista que, na época, a Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS) não permitiu o uso desse tipo de tratamento devido ao alto valor. “Sempre se pondera muito o custo, a efetividade, o momento que o país está passando e a economia. Hoje, eu diria que boa parte das vidas que estão sendo salvas no Brasil se devem a esse dispositivo”, explicou a médica.

Ludhmila Hajjar, que tratou o apresentador Geraldo Luís, ainda explicou como funciona a ECMO. De acordo com ela, é uma técnica usada há décadas para pacientes com pneumonias graves e que agora tem sido adaptada para pacientes com covid-19. “[A técnica] tem dois objetivos: oxigenar e eliminar o gás carbônico do sangue e gerar repouso adequado ao paciente para que a gente recupere o pulmão”, disse Hajjar, que ainda contou que o tratamento pode ser utilizado por diferentes períodos, que podem variar de 14 a 25 dias. “É o tempo que o organismo precisa para se recuperar. Quando o paciente tem o pulmão inflamado pela covid, ele fica duro e cheio de água”, explicou Ludhmila Hajjar.

No último sábado (4), o dermatologista Thales Bretas, marido de Paulo Gustavo, esclareceu os rumores publicados em redes sociais sobre uma suposta morte do humorista. “Peço pra vocês não acreditarem em fake news, não espalharem notícias que não tenham certeza que sejam confiáveis! Eu e a assessoria de imprensa dele estamos sempre que podemos atualizando vocês de forma segura e honesta. Vamos ter fé, confiar em Deus e na cura”, anunciou ele,.

Leia mais