Pétala Barreiros descobre que seu carro foi grampeado com um rastreador

Pétala Barreiros descobriu que seu carro foi equipado com um rastreador clandestino (foto: Montagem/Redes Sociais)
Pétala Barreiros descobriu que seu carro foi equipado com um rastreador clandestino (foto: Montagem/Redes Sociais)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Pétala Barreiros descobriu que, além de um gravador, foi colocado um rastreador em seu carro. A influenciadora, que denunciou um relacionamento abusivo com Marcos Araújo, da AudioMix, disse que fez um boletim de ocorrência nesta terça-feira (7) e que até os policiais se assustaram com a qualidade do material colocado, sem ela saber, em seu carro.

“Vim trazer o meu carro em uma loja para tirar o gravador, que eu já tinha contado para vocês. Eles desmontaram o carro e é pior do que eu imaginava. O gravador não é só um gravador, ele tem rastreador e funciona com carro ligado e desligado. Está conectado com a bateria do carro, tem duas antenas, negócio de última geração. O pessoal da polícia está aqui e eles estão impressionados porque é muito bem feito. Um cartório vai ficar aqui e fazer a ata notorial e vou registrar o boletim de ocorrência”, afirmou ela.

Segundo o técnico, o criminoso que fez a instalação só necessitava ligar para um chip, para ouvir toda a conversa que acontecia dentro do carro da influenciadora e saber sua exata localização. “Seus dias de glória acabaram. Você não vai mais saber aonde eu estou, com quem eu falo ou deixo de falar. Agora me deixa em paz, me deixa viver a minha vida”, pediu Pétala.

Em fevereiro, após uma denúncia anônima, a influenciadora fez o teste para comprovar a existência do gravador no veículo. “Falei para vocês que era bizarro, não é gente? Recebi ainda na viagem [a denúncia], de um Instagram fake, não sei quem é, e essa pessoa me contou inclusive quem foi o profissional pago para colocar a escuta no meu carro. Vou passar para as autoridades, já estou passando tudo que é preciso e na quarta-feira, eu vou retirar isso do meu carro”, contou.

Após denunciar que sofria abusos e agressões desde os seus 14 anos, quando começou o relacionamento com o empresário, ela foi proibida de falar o nome do ex novamente.

“Acabei de acordar com um oficial de Justiça aqui em casa e acabei de receber uma intimação na qual não posso falar mais nada na internet, porque se eu falar vou ter que pagar uma multa diária de cinco mil reais. Como eu não tenho dinheiro, não vou mais falar. Peço desculpas para todas as mulheres que se sentiram representadas por mim. Me desculpa, eu não posso mais falar”, disse ela no ano passado.

Leia mais