EX-JOGADOR

Petkovic explica o porque de nunca ter se naturalizado: “Não virar político”

Foto de Dejan Petkovic
Petkovic diz que não se naturalizou brasileiro para não correr risco de virar politico (foto: Reprodução/Jovem Pan)

O ex-jogador Dejan Petkovic, que recentemente deixou a Globo, emissora em que atuava como comentarista esportivo, esteve no The Noite com Danilo Gentili e revelou que nunca tentou ser naturalizado como brasileiro. O atleta conta que tomou essa decisão para não ser convidado para algum cargo politico. “Para não virar político. Senão vão encher o saco para me candidatar a vereador, deputado. Não é pra mim, não tenho jogo de cintura e o que eu penso, eu falo”, disse.

O craque nascido na Sérvia fez história no Brasil atuando pelo time do Flamengo. Durante a entrevista, ele comentou sobre o documentário intitulado O Gringo Mais Querido do Brasil. “A estreia aconteceu primeiro na Sérvia, depois fizemos aqui no Brasil, no Rio de Janeiro, na minha despedida como jogador profissional do Flamengo contra o Corinthians”, contou.

“Na Sérvia foi uma apresentação realmente melhor do que aqui, simplesmente pelo ambiente, quase três mil pessoas na sala de cinema. Não chorei, mas todas as mulheres choraram no cinema. Me seguraram, senão as pernas iam bambear. Mas quem mais levou aplauso foi o segundo personagem do filme, o vice-presidente do Vitória, aquele com camisa de tigre. Levou três vezes o bis, quase 15 minutos de aplausos”, revelou.

Com passagens por grandes clubes do país, como o Atlético Mineiro, Santos e Vasco da Gama, além do próprio Flamengo, o craque acredita ser o estrangeiro mais querido do futebol brasileiro. “Sinceramente, sim. Talvez antes de mim tiveram vários jogadores craques estrangeiros, porque o Brasil só tem craques. Talvez eles fizeram mais do que eu futebolisticamente, mas eu tenho um carisma, não sei o porquê. Talvez a semelhança entre brasileiros e sérvios seja muito grande”, finalizou.

Leia mais