Exclusivo: os detalhes do processo de Livia Andrade contra Pétala Barreiros

A apresentadora Lívia Andrade e a influenciadora Pétala Barreiros (foto: Montagem/TV Pop)
A apresentadora Lívia Andrade e a influenciadora Pétala Barreiros (foto: Montagem/TV Pop)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Não é novidade para ninguém que Livia Andrade decidiu acionar a justiça para tentar acertar as contas com Pétala Barreiros, ex-mulher de Marcos Araújo, empresário do ramo sertanejo apontado como atual affair da apresentadora. No dia 3, em nota assinada pelo advogado Fábio Costa, a ex-Fofocalizando afirmou que iria “fazer valer os seus direitos” e que entraria com processos contra “toda e qualquer pessoa” que tentasse “a difamar, desonrar, descontruir profissionalmente, moralmente e na condição de mulher”.

A novidade, porém, é o conteúdo da interpelação judicial que Livia deu entrada contra Pétala no Juizado Especial Criminal de Santo Amaro, bairro da zona Sul de São Paulo. A reportagem do TV Pop obteve, em primeira mão, a íntegra dos questionamentos feitos por ela na Justiça em 29 de dezembro do ano passado, usando como base reportagens veiculadas pelos sites Audiência de TV e TV Foco.

No início da ação, movida pelo advogado João José da Fonseca, Livia Andrade se apresenta como “figura pública” que possui mais de 9 milhões de seguidores no Instagram e alega que as “notícias difamatórias veiculadas nas redes sociais e sites de fofocas acarretam prejuízos irreparáveis à sua imagem, honra e carreira artística, seja do ponto de vista moral e/ou econômico”.

Na sequência, a ex-funcionária de Silvio Santos reproduz uma reportagem do Audiência de TV. A publicação, datada de 28 de dezembro, afirma que ela foi apontada como ex-amante de Marcos Araújo. De acordo com o site, a informação teria como fonte Pétala Barreiros, que teria dito inclusive que o caso de infidelidade aconteceu em sua própria casa. O representante legal de Livia prossegue, citando o link do texto veiculado pelo portal, e justifica: “faz-se necessária a inclusão do link para se justificar a necessidade deste procedimento preparatório para eventual ação criminal”.

Posteriormente, João José da Fonseca volta a citar um veículo de comunicação. Desta vez, ele mostra uma reportagem publicada pelo site TV Foco, em que Pétala afirmaria que Livia Andrade “roubou seu marido com traição escandalosa”. O advogado diz que essa foi “apenas mais uma de tantas reportagens veiculadas na internet” ao decorrer daquele 28 de dezembro, e cita que está movido pelo artigo 144 do Código Penal, que prevê que aquele que se sentir ofendido poderá pedir explicações em juízo e, caso se recuse, poderá responder judicialmente.

Diante disso, ele conclui a inicial do processo, pedindo que Pétala Barreiros seja intimada e explique as afirmações veiculadas pelos sites citados no final do ano passado. A interpelação judicial permaneceu parada até o dia 7 de janeiro, quando foi encaminhada para o Ministério Público do Estado de São Paulo. Na mesma data, ela foi acolhida pelo promotor Renato Davanso, que pediu para que a ex-mulher de Marcos Araújo seja intimada para “oferecer as explicações que entender pertinentes”. O TV Pop apurou que, até a publicação deste texto, Pétala não foi notificada oficialmente da ação.

RELEMBRE O CASO

No final do ano passado, Pétala Barreiros utilizou as redes sociais para trazer a público os relatos de abusos físicos e psicológicos sofridos durante seu casamento com o empresário Marcos Araújo. Logo depois, um print vazou na internet: era uma conversa em que ela apontava que Livia Andrade estaria em sua casa com Marcos e teria sido pivô da separação do casal.

Pouco depois disso, Pétala expôs em seus stories no Instagram diversas imagens e documentos acusando o seu agora ex-marido de abandonar os dois filhos do casal. Marcos, por sua vez, se defendeu e passou a publicar diversos comprovantes, no intuito de comprovar que nunca deixou de arcar com suas responsabilidades paternas.

Leia mais