Atriz de Império culpa Aécio Neves por separação de Caio Blat

Maria Ribeiro culpou Aécio Neves por fim do casamento com o ator Caio Blat (foto: Globo/João Cotta)
Maria Ribeiro culpou Aécio Neves por fim do casamento com o ator Caio Blat (foto: Globo/João Cotta)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Casada por 12 anos com Caio Blat, a atriz Maria Ribeiro culpa divergência política por sua separação do ator, com quem contracenou na novela Império, da Globo. “Sempre achei que dava para cada um do casal votar em uma pessoa. Mas, em 2014, o Caio votou no Aécio Neves”, lamentou a atriz, que está no ar como Danielle Medeiros na reprise do folhetim.

“Eu falei: ‘Caralho’. Posso achar a Dilma sem talento nem para ser síndica, mas acho que é aquela coisa ‘por baixo da pedra’ do [Fernando] Pessoa: tem uma parada que é do mal e outra que é do bem. Impressionante como a política foi ocupando tudo, né? Talvez não faça sentido para ninguém essa associação do casamento com 2018, mas para mim…”, conta Maria Ribeiro em entrevista ao O Globo sobre a decepção pelo então marido ter votado em Aécio Neves.

A artista disse ainda que ficou mais politizada depois do casamento com Paulo Betti, com quem viveu entre 2001 e 2005 e teve um filho. Eles também trabalharam juntos em Império: “Ganhei uma consciência que não tinha. Porque, depois do Paulo (Betti), fiquei traumatizada com a coisa da política. Eu acordava, e o cara já tinha lido oito editoriais do Élio Gaspari. Eu falava: ‘Quero ler o Segundo Caderno!’. Casei com Paulo com 21 anos, ele tinha 44. O cara só falava de política, a onda dele na vida é essa. Mais que amor, paternidade, política é o tesão dele”.

Ela também contou por que acha que consegue se dar bem com seus ex-companheiros: “Domingos [Oliveira] dizia que quem se amou tem que ficar amigo, se não o mundo fica cruel demais. Penso que, se eu não ficar, ele vai puxar meu pé (risos). Acho que é porque, nesse se dar bem, eu incluo não se dar bem também. A gente briga, tem treta, fica sem se falar, discute, desliga o telefone. Não acho que isso seja grandes coisas, pelo contrário, é família”.

Maria Ribeiro diz que sente saudade dos ex-maridos: “Casei com dois caras que amei muito. Fico com saudade, quero saber o que estão pensando da vida. E não tenho medo de treta. A vida é estar o tempo todo consertando. Já parto do princípio que é isso, porque se achar que a briga é exceção, a gente fica com medo dela. Brinco no Instagram dizendo “chupa novos baianos”, mas a gente tem milhões de estresses”.

A atriz conta ainda que dizer para os filhos sem chorar que está se separando é a parte mais difícil do fim de uma relação: “Contar para os filhos sem chorar. Separar é horrível, das piores coisas que existem. Sofro pra cacete, não importa se já não gostava mais. Tenho lua em Capricórnio, familinha… Demoro uns dois anos para falar com a pessoa sem segurar o choro”.

 

Leia mais