SBT, é você? CNN Brasil exibe o mesmo jornal três vezes em cinco horas

Glória Vanique no Jornal da CNN de 22 de maio: três exibições em cinco horas (foto: Reprodução/CNN Brasil)
Glória Vanique no Jornal da CNN de 22 de maio: três exibições em cinco horas (foto: Reprodução/CNN Brasil)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em mais um capítulo de suas estranhas mudanças de programação, a CNN Brasil decidiu exibir o mesmo telejornal três vezes em um intervalo de apenas cinco horas. O canal de notícias, que encerra a sua programação ao vivo ainda no início da noite aos finais de semana, modificou a grade deste sábado (22) e passou a apostar em uma maratona reexibições do Jornal da CNN. O principal telejornal da emissora tem a sua primeira reprise às 22h40, pouco mais de 1h30min depois do término de sua exibição original.

A primeira reapresentação do telejornal chega ao fim às 23h40, horário em que começa a segunda reapresentação do Sinais Vitais, que também conta com outros três horários alternativos na programação do canal. Depois, às 0h30, é a vez de um compacto dos melhores momentos da semana do quadro Correspondente Médico — que já tem reprises no mesmo dia de sua exibição original, dentro do jornal Novo Dia, e o best of é reapresentado outras quatro vezes, nos mais diversos espaços da grade da CNN Brasil aos sábados e domingos.

Depois da dobradinha de reprises, o Jornal da CNN volta a ser reapresentado entre 1h10 e 2h10 da manhã. São três exibições em um intervalo de pouco mais de cinco horas entre si — apenas 5h10min separam o final da transmissão original e o término da última reapresentação. Pouco depois, às 5h30, as mesmas notícias do telejornal voltam a ser exibidas no Agora Domingo, noticioso pré-gravado que reexibe matérias já apresentadas no dia anterior, apenas com uma apresentadora diferente — e exibido em loop até o início da programação ao vivo, por volta das oito da manhã.

O excesso de reapresentações e um telejornal gravado mais fazem lembrar expedientes adotados pelo SBT do que os de um canal de notícias que se auto denomina como “maior do mundo”. A emissora de Silvio Santos é conhecida pela balburdia em seu departamento de Jornalismo, com jornalísticos exibidos quase que a exaustão em uma tentativa de poupar gastos. Até 2016, as madrugadas da rede eram compostas por reprises infinitas do Jornal do SBT, exibido no final de noite, e por telejornais pré-gravados.

O expediente popularizado por Silvio Santos, por sinal, voltará a ser utilizado por ele mesmo. A partir desta segunda (24), a emissora transferirá o matinal Primeiro Impacto para a faixa vespertina e ocupará as madrugadas e o início das manhãs com reapresentações do SBT Brasil, transmitido originalmente na faixa das 20h.

Leia mais