Record comemora ter sido escolhida para campanha internacional

Record foi escolhida para veiculação de campanhas internacionais sobre a pandemia (foto: Reprodução)
Record foi escolhida para veiculação de campanhas internacionais sobre a pandemia (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Record comemorou ter sido escolhida pelos governos britânico e americano para veicular campanhas publicitárias sobre medidas de prevenção ao coronavírus. No Reino Unido, a rede de Edir Macedo foi escolhida pelo governo local para exibir vídeos com o mote “Fique em casa. Proteja o NHS. Salve Vidas”. De 2020 até agora, já foram veiculadas mais de mil de inserções do governo britânico na Record. NHS é o sistema público de saúde do país, assim como o SUS no Brasil.

“A forte presença da Record TV Internacional junto à comunidade brasileira no exterior, em diferentes países, e o prestígio da emissora junto ao mercado publicitário internacional, chamaram a atenção de governos que precisam conversar com o público brasileiro residente fora do Brasil”, afirma a emissora em nota. Com nove sedes fora do Brasil, o sinal da Record Internacional chega a 150 países. “É o canal brasileiro com maior distribuição e presença internacional”, diz o canal.

Ainda nesta direção, o governo do estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, iniciou em maio a veiculação de campanhas de vacinação também na emissora. O Departamento de Saúde Pública do estado escolheu a Record Américas para conscientizar a comunidade brasileira daquela região da importância de se vacinar.

“A Record TV Internacional é o canal dos brasileiros e de todos aqueles que falam a língua portuguesa no mundo. Governos e empresas que querem se comunicar com este público, com o público brasileiro no exterior, têm na Record TV um canal completo, que oferece de fato acesso a este público e uma expertise. As escolhas do mercado publicitário internacional demonstram o sucesso do trabalho que temos realizado fora do Brasil”, conta Wilon Cardoso, COO da Record Internacional.

 

Leia mais