Após saída da Record, Carla Cecato realiza sonho: “Pode achar estranho”

Carla Cecato compartilhou com os amigos a realização de um sonho (foto: Reprodução/Instagram)
Carla Cecato compartilhou com os amigos a realização de um sonho (foto: Reprodução/Instagram)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Carla Cecato, ex-âncora do Fala Brasil, compartilhou com seus seguidores nas redes sociais a realização de um sonho. A jornalista, que foi demitida da Record por e-mail após 16 anos contratada, se presenteou com um veículo que sempre quis ter: um Fiat 500 Cabriolet. Em seu perfil no Instagram, a apresentadora comemorou a conquista: “Oi, gente. Eu tô muito feliz. Comprei o carro que sempre quis”.

“Deus é bom demais. Olha isso, gente. Me fala se não é a coisinha mais linda do planeta Terra?. Pode achar estranho, pode achar diferente, mas eu sempre quis um Cinquecento Cabriolet”, contou Carla Cecato, toda feliz, na ferramenta stories da rede social de fotos. Em uma publicação no feed, a âncora disse foi seu presente de aniversário adiantado e de Dia dos Namorados.

“Comprei o carro dos meus sonhos. Viva! Presente de Dia dos Namorados e meu aniversário (15/06) adiantado. Sabe, depois de um tempo na vida, não é sobre o carro para aparecer, ou o carro que ‘todos vão admirar’… É sobre o carro que você gosta, que te representa. Não viva para os outros, viva para você!”, escreveu Cecato na legenda da imagem.

Lançado em 2009 no Brasil, o Fiat 500 Cabriolet é uma ressurreição do lendário Fiat 500, que era adorado na Itália e em outros países onde foi vendido. Quando foi lançado oficialmente em 2007, Sergio Marchionne, presidente mundial da Fiat, declarou que o 500 seria o “iPod” da indústria automotiva, em referência ao sucesso do tocador de MP3 da Apple da época. De acordo com a tabela Fipe, um modelo de 2017, a gasolina, tem preço médio de R$ 61.825,00.

Carla Cecato foi demitida da Record por e-mail no dia 13 de maio. A emissora comunicou que não precisava mais dos serviços da jornalista e pediu para que ela fosse até a sede do canal em São Paulo para formalizar a sua saída. A âncora faturava R$ 65 mil mensais e, internamente, comenta-se que ela trabalhava pouco para ganhar muito. Nos últimos tempos, ela dava expediente apenas duas vezes por semana e não raramente apresentava atestados médicos.

Além disso, o que também contribuiu para a saída de Cecato da Record foram os problemas de relacionamento com suas colegas de trabalho. Há nove anos, ela provocou uma crise de choro em Roberta Piza, com quem dividia a bancada do Fala Brasil. As duas discutiram por conta da personagem Carminha, vilã da novela Avenida Brasil, da Globo. No início deste ano, ela voltou a tirar o sono dos executivos da Record ao protagonizar um bate-boca nas redes sociais com Salcy Lima por conta de roupas de luxo. A direção não gostou nada da exposição pública das duas funcionárias, e Salcy acabou deslocada para os boletins da meia-noite do Jornal da Record.

Leia mais