Ludmilla revela que quer ser mãe e que planeja engravidar sua mulher

Ludmilla e Brunna Gonçalves estão planejando gravidez (foto: Reprodução)
Ludmilla e Brunna Gonçalves estão planejando gravidez (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A cantora Ludmilla revelou que tem planos de ser mãe ao lado da mulher, Brunna Gonçalves. Em entrevista para a Vogue, a funkeira contou que pretende ter gravidez compartilhada com a parceira, ou seja, ter seu óvulo no útero da amada. “Só queremos viver a nossa escolha, o nosso amor e ser felizes!”, afirmou a artista.

A jurada do The Voice + contou que sente orgulho da sua verdade. “A minha verdade [me orgulha]. Nunca fingi nada, sou fiel a mim, assim como à minha arte. Tudo o que vocês me viram fazer até hoje, saibam que sempre foi porque eu acreditava que era bom, que o público ia gostar. Estou em constante evolução e aprendizado. Tenho certeza de que já mudei e evoluí muito desde quando comecei e ainda há muito o que mudar”, declarou.

Ludmilla revelou que o seu papel de ser uma das letras da sigla LGBTQIA+ não é fácil, mas que luta por respeito. “Acredito que uso muito mais com minhas ações como, por exemplo, quando beijo a minha mulher ao vivo em rede nacional, em uma das maiores audiências da televisão brasileira. Mas, além disso, sempre falo que precisamos fazer o máximo que pudermos para sermos felizes. Não é fácil ser uma das letras dessa sigla, mas precisamos lutar por respeito, porque somos seres humanos como qualquer outro, que exercem seus deveres, pagam seus impostos, respeitam o próximo, e ponto”, disse.

A funkeira afirmou que tem todas as características para ser alvo da sociedade. “Acho que se eu não fosse uma artista conhecida, as coisas seriam bem diferentes. Tenho todas as características de alvo: mulher, preta, bissexual, periférica, do funk… Mas tudo na vida tem um propósito e espero, de verdade, inspirar pessoas que ainda não se sentem confortáveis em compartilhar sobre a própria orientação com a família, ou inspirar um pai/mãe a se sensibilizar com minha história”, contou.

Leia mais