Duda Reis desabafa e revela inseguranças sobre o próprio corpo

Duda Reis fez um desabafo comovente nas redes sociais (foto: Reprodução)
Duda Reis fez um desabafo comovente nas redes sociais (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Duda Reis respondeu algumas perguntas em suas redes sociais e contou sobre algumas inseguranças que ela tem sobre o próprio corpo. A influenciadora afirmou que precisou cuidar de algumas questões com terapia. “Já tive algumas questões delicadas com meu corpo, depois de muitas sessões em nutricionista e terapia, hoje me encontro super saudável! Vocês inclusive comentam muito sobre essa tal encorpada que eu dei”, revelou.

“Apesar de ter a consciência que me encaixo nos padrões que a sociedade implantou, nem sempre me sinto segura e muitas vezes tenho as mesmas questões que qualquer pessoa pode ter. Antigamente, minha ‘magreza’, que na época foi um momento super difícil de transtornos alimentares e dismorfofobia para mim, se tornava pauta em vários veículos de comunicação, aonde enalteciam minha ‘barriga chapada e extremamente definida’ o tempo inteiro”, disse a modelo citando uma doença mental que envolve um foco obsessivo em um defeito que a pessoa considera ter na própria aparência.

A influenciadora afirmou que matérias sobre seu corpo viraram um gatilho. “Era confuso pra mim, inconscientemente saber que eu não estava bem, mas me pressionar a não comer somente para manter aquele físico que as pessoas tanto falavam, que virava matérias, para não sair do padrão do que projetavam para mim”, declarou.

“Toda vez que eu ganhava uns quilinhos, as pessoas sempre faziam questão de comentar o tempo inteiro e em todas as fotos e matérias que saíam. Muitas pessoas realmente me cobravam e enalteciam um físico que não vinha acompanhado de saúde. Eu me sentia na obrigação de estar exatamente do jeito que esperavam”, lamentou Duda Reis.

A modelo disse que mudou a forma de acompanhar as pessoas em redes sociais. “Desenvolvi muitas inseguranças por me comparar em certos momentos com outras pessoas e fotos nas redes sociais que fogem da realidade e do humanamente possível. Hoje em dia, sigo pessoas que gosto, pessoas que não causem ansiedade em mim e pessoas que admiro. Nada que me causa coisas ruins, eu acompanho”, concluiu.

Leia mais