RedeTV! é proibida de citar nome de marca por causa de Sikêra Jr.

Comentários de Sikêra Jr. seguem dando dor de cabeça para a RedeTV! (foto: Reprodução/TV A Crítica)
Comentários de Sikêra Jr. seguem dando dor de cabeça para a RedeTV! (foto: Reprodução/TV A Crítica)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O comportamento controverso de Sikêra Jr. continua dando diversas dores de cabeça para a RedeTV!. Depois de ter perdido incontáveis anunciantes e de ter sido obrigada a mudar sua programação para não ter ainda mais prejuízo, a emissora passou a ter problemas com marcas que sequer tinham um vínculo comercial com o canal. A Renault, uma das principais montadoras de veículos do país, enviou uma notificação extrajudicial para a empresa pedindo que os veículos da marca não fossem mais citados nas premiações da plataforma RedeTV! Plus, já que os carros sorteados para os assinantes da plataforma não foram cedidos ou doados pela companhia, e sim adquiridos pela rede.

Encurralada e com receio de arranjar mais uma briga judicial, a RedeTV! não pensou duas vezes e atendeu ao pedido feito pela Renault. Sem alarde, a emissora modificou todas as inserções de seu programa de prêmios na televisão e deixou de citar que uma das premiações era um Kwid Zen. Agora, o canal apenas anuncia que irá sortear um “carro zero quilômetro” e pede aos interessados para irem o site da plataforma para mais informações. Por lá, a informação do modelo do automóvel ainda não foi suprimida.

A situação de Sikêra Jr. na RedeTV! está insustentável. O jurídico e o departamento comercial tem feito de tudo para que Amilcare Dallevo Jr. e Marcelo de Carvalho acreditem que o apresentador precisa ser demitido, e que uma briga judicial com o jornalista por conta da multa rescisória é menos danosa do que o afastamento de empresas que nem eram anunciantes da emissora. O canal sempre teve dificuldades em ter bons parceiros comerciais por conta de sua audiência quase residual na Grande São Paulo. Depois da polêmica, a dificuldade aumentou: os intervalos de vários programas estão desertos, e o comentário é de que conseguir anunciantes virou uma missão quase impossível.

Boa parte do faturamento da empresa vem justamente do RedeTV! Plus. Apesar de já não estar em seu auge, já que um número considerável de clientes migrou para o Mundo Record de Prêmios, a plataforma de sorteios segue tendo uma base fiel de assinantes. Na estimativa mais recente, o serviço coloca pouco menos de R$ 10 milhões mensais nos cofres da emissora. Mesmo considerando os gastos com os apresentadores contratados para comandar os boletins na programação da TV e com a compra das premiações, ele segue sendo a empreitada mais lucrativa da empresa.

Para que a plataforma continue sendo lucrativa, ela precisa de divulgação na televisão. E os executivos já temem que outras marcas sigam o exemplo da Renault e vetem a citação aos seus produtos nos sorteios, já que não se trata de uma parceria comercial. Obviamente, o impedimento de divulgar com precisão o que está sendo sorteado afeta (e muito) o interesse dos assinantes. Uma eventual queda brusca nos rendimentos do RedeTV! Plus pode, inclusive, afetar a continuidade das operações da emissora.

Leia mais