Repórter da Globo faz peregrinação após perder seis familiares para a Covid-19

Maurício Ferraz, repórter da Globo, perdeu seis familiares para a Covid-19 (foto: Reprodução/Instagram)
Maurício Ferraz, repórter da Globo, perdeu seis familiares para a Covid-19 (foto: Reprodução/Instagram)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Maurício Ferraz, repórter da Globo, está fazendo uma peregrinação até o Santuário de Aparecida do Norte, no interior de São Paulo, após perder seis familiares para a Covid-19. Ele está na metade do caminho andando cerca de 30 km por dia. Ao todo são 421 km de caminhada. Em seu perfil no Instagram, o jornalista do Fantástico comemorou os 210 km de percorridos.

“Estamos passando momentos complicados, perdi seis familiares para a Covid. Senti que precisava refletir”, disse o repórter em entrevista ao Mais Você na manhã desta segunda-feira (12). O trajeto começou em Tambaú e já tem data para chegar ao fim: “Já percorremos 210 km. Vamos chegar em Aparecida no dia 20”. Ele está na companhia de dois amigos.

O profissional contou que a rotina dos peregrinos é rigorosa. Eles acordam às 5h, tomam café da manhã e caminham até as 15h30. Evitam almoçar para não ter moleza e vão dormir por volta das 19h. Durante o percurso, carregam uma mochila com o básico: muda de roupa, água, produtos de higiene – e um cajado, item que não pode faltar, para evitar escorregar. O desafio já fez com que Maurício perdesse quatro quilos.

“São cerca de oito horas de caminhada por dia e os pés sentem. São muitas bolhas. Carregamos até agulha para furá-las à noite. As unhas vão caindo. Mas tudo é válido. O caminho é mágico e aqui somos todos iguais, todos peregrinos”, contou Maurício Ferraz.

Leia mais