Bailarino diz ter sido humilhado pela Globo: “Estou me sentindo um lixo”

Adeilton Ribeiro era o parceiro de Viviane Araújo na Super Dança dos Famosos (foto: Reprodução/TV Globo)
Adeilton Ribeiro era o parceiro de Viviane Araújo na Super Dança dos Famosos (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O bailarino Adeilton Ribeiro segue inconformado com a sua demissão da Globo. Cortado da emissora após ter sido substituído por outro colega na Super Dança dos Famosos, ele decidiu expor publicamente as reais razões para o seu desligamento da empresa. Ele diz que “nenhum ser humano deve ser tratado da mesma forma” que o canal lhe tratou e afirma ter sido traumatizado pela líder de audiência. “Eles me trataram com muito desprezo, não teve e-mail, nada, estou me sentindo um lixo”, lamentou.

Eu fui aprovado por competência, pelo trabalho que apresentei e aí eles me contrataram. Fui escolhido para dançar com a Viviane Araújo e nós não tivemos problemas nos ensaios. Não vou ser agora sensacionalista e dizer que teve alguma coisa. No ensaio geral a gente já sabia que o Arthur Aguiar não ia fazer porque ele tinha se contundido. Então ia ser a disputa eu e Viviane, a Paolla [Oliveira] e o Leandro [Azevedo]”, explicou Ribeiro.

Na sequência, ele afirma que foi vítima de notícias falsas e que jamais brigou com a sua parceira na Super Dança dos Famosos. “Quando a gente foi fazer a passagem no palco, a Viviane ficou um pouco nervosa, e as coisas não aconteceram da maneira como deveria acontecer… só que eu aprendi uma coisa: generosidade! A gente era uma equipe, o que não foi bom pra ela, também não seria bom pra mim. Eu cuidei da Viviane em todos os momentos, não tive briga, não tive nada”, relatou o bailarino.

O dançarino continua seu relato, e afirma que a diretoria da Globo lhe obrigou a modificar os planos de coreografia para a dupla, e que ele aceitou por medo de represálias da produção do programa dominical. “Eu cheguei pra Viviane e falei: ‘a gente vai ter que mudar as pegadas’. Óbvio que eu não desobedeceria a produção da Globo, e a gente tem que ouvir a direção, o quadro não é meu”, constatou ele. Apesar disso, a dupla perdeu a vaga para Paolla Oliveira e Leandro e, consequentemente, precisaram ir para a repescagem.

“Passou um dia, eu liguei pra minha parceira, ela estava meio machucada, eu também estava, porque é exaustivo, é muita coisa… Aí no outro dia recebo um bombardeio de mensagens de que ela estava insatisfeita, mexendo os pauzinhos para retirar o professor atual, que seria eu, para colocar um outro parceiro. Eu liguei pra Viviane, conversei com ela. Eu disse: ‘Vivi, aconteceu alguma coisa? Porque se aconteceu, com quem você deve conversar é comigo. Se você estiver insatisfeita, eu até prefiro [pedir] pra sair, que seria muito mais legal do que eu estar nesse envolvimento com uma pessoa que não está satisfeita’. Mas ela super me elogiou, sempre me elogiou: ‘ah, você é um bailarino incrível”, revelou o profissional.

Intrigado com as reportagens, Adeilton Ribeiro afirma que procurou a diretoria da Globo para questionar se havia, de fato, alguma intenção da emissora em lhe substituir na Super Dança dos Famosos. A emissora, porém, negou que estava promovendo modificações no formato e minimizou as notícias, dizendo que eram apenas “sites de fofocas”. “Eles falaram que eram apenas sites de fofocas e eu não precisaria ligar pra isso. Depois eles ligaram e comunicaram que eu estava desligado porque minha parceira estava insatisfeita. Aí que caiu minha ficha”, lastimou o bailarino.

“Eu entrei em um estado de tristeza muito profunda, fiquei uns três dias preso em casa, sem querer fazer nada. Estou me sentindo um lixo. É uma situação que às vezes a gente não consegue ser forte. A Dança dos Famosos causou traumas na minha vida. Causou traumas na minha cabeça, tanto que até hoje falo muito pouco desse acontecimento. Eu acho que nenhum ser humano deve ser tratado da mesma forma que eu fui, eles me trataram com muito desprezo, não teve e-mail, nada”, concluiu o profissional.

Leia mais