SBT terá que indenizar repórter demitido durante tratamento oncológico

Ney Inácio era um dos principais repórteres do Programa do Ratinho (foto: Reprodução/SBT)
Ney Inácio era um dos principais repórteres do Programa do Ratinho (foto: Reprodução/SBT)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Demitido pelo SBT após 23 anos de trabalho, o jornalista Ney Inácio conseguiu vencer o processo que moveu contra a emissora na Justiça do Trabalho. Ele foi dispensado pela empresa por e-mail em agosto de 2020, meses depois de ter sido diagnosticado com câncer no rim e na próstata. Na ação, ele pedia que o canal fosse obrigado a reconhecer que tinha um vínculo trabalhista fixo, com o cumprimento de horários e jornada fixa. A rede foi condenada a pagar todos os encargos sonegados ao decorrer dos últimos 11 anos, como pagamento de férias, 13º salário e FGTS.

“Além dos direitos trabalhistas, foi conferido ao repórter a aplicação das normas coletivas da categoria dos jornalistas, o que conferiu ainda o direito a outros benefícios normativos, tais como reajustes da categoria, adicional por tempo de serviço, vale refeição, participação de lucros e resultado, bem como multas normativas pela ofensa a convenção coletiva da categoria”, pontuou o advogado Vitor Kupper para o Metrópoles.

Considerado um dos principais repórteres de toda a história do Programa do Ratinho, Ney Inácio foi demitido pela emissora no auge da crise sanitária. Ele até tentou argumentar que estava passando por um tratamento oncológico, mas não conseguiu fazer que a sua demissão fosse revista pelos executivos da emissora. “Nos três últimos anos, trabalhei com a doença”, lamenta ele.

“Ganhei a ação, foi favorável a mim, há duas semanas. Foram 23 anos de SBT. Fui demitido no dia do aniversário do SBT, 19 de agosto do ano passado, via e-mail. Eu sou pessoa jurídica, trabalhava de CLT, inclusive com acúmulo de função e várias outras irregularidades. A Justiça viu que eu tinha direito a receber tudo o que merecia, e declarou que eu não poderia ser demitido de forma alguma por conta dos meus dois tratamentos de cânceres, no rim e de próstata. E estou curado, graças a Deus”, festejou o comunicador.

Leia mais