Karol Conká diz que está lutando para não entrar em depressão

Karol Conká conta que ainda sente reflexos do ódio gerado por sua participação no BBB 21 (foto: Globo/João Cotta)
Karol Conká conta que ainda sente reflexos do ódio gerado por sua participação no BBB 21 (foto: Globo/João Cotta)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Eliminada do Big Brother Brasil 21 no início do ano, Karol Conká ainda é alvo de ódio gerado por sua participação no reality show da Globo. “Minha batalha é para não cair numa depressão. Faço acompanhamento para isso. Tem várias coisas que pegam para mim, desde o trauma de se expor, se reconhecer ali naquelas atitudes ruins, a me sentir vendida”, disse a cantora em entrevista ao humorista Whindersson Nunes no YouTube.

Após o trabalho no programa, Karol afirma ser cobrada para participar mais nas rede sociais. No entanto, ela afirma que não está bem para isso. “Por que eu vou fazer isso? Eu não estou bem, não estou legal. É claro que eu consigo dar risada de algumas coisas. Mas se fosse em outra situação essa entrevista, a gente estaria rindo muito mais”, afirmou.

Karol Conká disse ainda que apesar de tentar mudar, tem enfrentado também a desconfiança das pessoas. “É muito ruim quando a gente transfere as nossas angústias para outras pessoas. Eu fiz isso e sei que não é bom. Então, não vai trazer nada de bom para essas pessoas transferir a angústia delas para cima de mim, que estou tentando ser uma pessoa melhor, que estou fazendo exatamente o que me pediram para fazer”, disse.

A artista comemorou o fato de ter recebido mensagens de apoio após a rejeição recorde no reality: “No meu inbox eu consegui ver pessoas me mandando mensagens lindas. Em alguns casos, no alto existiam mensagens antigas delas me detonando no início do programa. Gente que mudou a visão mesmo.”

Por conta da crise sanitária, Karol Conká ainda não retornou aos palcos. Ela confessou que está sofrendo com a falta dos shows e que tem intenção de se desculpar com os fãs. “Eu não saio muito, por conta da pandemia. Tenho muito medo. Mas quando saio, só recebo carinho. As pessoas me pedem uma foto e já fico com vontade de pedir desculpa. Mas sempre me falam coisas legais. Pena que não dá para ver tanto o público, iria me ajudar demais”, finalizou.

Leia mais