Depois do tombo, Karol Conká vai apresentar programa sobre saúde mental

Karol Conká apresentará programa sobre saúde mental (foto: Reprodução)
Karol Conká apresentará programa sobre saúde mental (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Karol Conká anunciou a criação de sua série original Vem K, que será publicada em suas redes sociais e irá abordar a saúde mental. A produção, que irá ao ar a partir desta terça (15), terá como convidada a psicanalista, Maria Homem. “Sempre tratei na minha carreira de temas que são tabus, seja nas letras que componho, seja nos projetos editoriais aos quais me associo. Não poderia ser diferente no meu primeiro projeto de conteúdo 100% autoral”, revelou.

Após o seu cancelamento em rede nacional, a rapper vem reconstruindo sua imagem com a nova música Dilúvio e o documentário do Globoplay A Vida Depois do Tombo. Nesta nova etapa, a artista disse estar vivendo intensamente.

“Bem-vindos ao Vem K, que em sua primeira temporada falará da saúde mental. O tema não poderia ser outro. Estou vivendo tão intensa e profundamente esse processo de entendimento das minhas feridas psíquicas, e o quão importante é cuidarmos de nossa saúde mental, que seria até egoísmo meu não dividir essa jornada tão transformadora com vocês”, escreveu.

Em entrevista a Folha de S.Paulo, Karol Conká falou sobre como tem lidado com os problemas. “Uma das maiores decepções que tive comigo mesma foi perceber o quanto tinha deixado de lado essa questão da minha ansiedade, que reverberou da pior forma. Não podemos achar que saúde mental só está ligada a pessoas que estão com problemas. Aprendi a não esperar explodir para ir atrás de ajuda”, disse.

Sobre o peso de carregar o ódio nacional, a rapper afirmou que é algo que toda pessoa negra carrega no Brasil. “É algo transparente, que só preto enxerga. Você não pode errar, não pode encostar na prateleira, senão vão achar que está roubando. Quando essa diva sai do trilho, você vê que não existe esse acolhimento todo”, declarou.

Leia mais