Galvão Bueno explica pedido de programa nos domingos da Globo

Galvão Bueno disse que pedido de programa nos domingos da Globo foi brincadeira interna (foto: Globo/Mauricio Fidalgo)
Galvão Bueno disse que pedido de programa nos domingos da Globo foi brincadeira interna (foto: Globo/Mauricio Fidalgo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

No início do mês, os telespectadores da Globo foram surpreendidos com uma falha técnica durante a transmissão dos Jogos Olímpicos de Tóquio que deixou vazar no ar um pedido de Galvão Bueno: um programa na grade da emissora aos domingos. Em conversa com o site Notícias da TV, o veterano disse que tudo não passou de um momento de descontração. “São brincadeiras internas que a gente faz”, disse o locutor.

O deslize técnico aconteceu durante a transmissão da partida entre Brasil e México no futebol. Sem saber que estava no ar, o locutor pediu um programa aos domingos na emissora. Foi a segunda vez em menos de um mês que a rede carioca deixou escapar um áudio do profissional nos bastidores de um evento ao vivo. “Essas coisas são muito engraçadas porque as pessoas não sabem a origem do que acontece e de como elas surgem (risos)”, disse Galvão ao Notícias da TV.

A cobertura dos Jogos Olímpicos mobilizou centenas de profissionais nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro. Sem poder levar muita gente para o Japão, por conta da crise sanitária, a emissora montou uma grande estrutura que contou com um estúdio gigante e cabines de locução para narradores e comentaristas. “Nós tínhamos nossas equipes fazendo um trabalho brilhante no Japão, com equipes de reportagem e produção de reportagem, porque tínhamos que estar ali. Mas as transmissões foram todas feitas aqui [no Rio de Janeiro]”, relembrou Bueno.

Segundo o narrador, foi entre as idas e vindas entre o cenário e as cabines que o áudio acabou vazando e revelando a brincadeira sobre um programa aos domingos. “Em determinado momento, fiquei ali [na cabine] um tempão. Mais de meia hora ao vivo com os comentaristas. Teve um momento que chamei uma reportagem, e o engenheiro de áudio, que cuidou de mim a Olimpíada inteira, falou: ‘Pode falar, que não está no ar’. Mas esqueceram de desligar na emissora, no Jardim Botânico. Sei lá o que aconteceu”, explicou.

“E, de brincadeira, falei isso para o coordenador da televisão. Ele falou: ‘Está muito bom’. Falei assim: ‘Ah, já que está tão bom, vou pedir um programa para mim aos domingos’. Foi uma brincadeira (risos)”, contou Galvão Bueno. O profissional fez questão de esclarecer que não pretende virar apresentador da Globo aos domingos. “Não tem nada a ver. E aí vaza: ‘Vou pedir um programa para mim aos domingos’, ‘o Galvão está pedindo um programa de domingo’ ou ‘ele quer ir para o lugar do Faustão’ (risos). Nada disso (risos). São brincadeiras internas que a gente faz”, explicou.

 

Leia mais