MasterChef atinge marca de 500 temporadas produzidas no mundo todo

Ana Paula Padrão é a apresentadora do MasterChef no Brasil; formato atingiu marca de 500 temporadas no mundo todo (foto: Carlos Reinis/Band)
Ana Paula Padrão é a apresentadora do MasterChef no Brasil; formato atingiu marca de 500 temporadas no mundo todo (foto: Carlos Reinis/Band)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O MasterChef atingiu nesta semana a marca de 500 temporadas já produzidas em todo o mundo desde seu relançamento, em 2005. Vencedor de vários prêmios e criado por Franc Roddam, o reality show foi considerado o formato de televisão de culinária de maior sucesso pelo World Guinness Record, em 2017. Até hoje foram produzidas 64 versões locais e mais de 10.000 episódios. Apesar das restrições por conta da crise sanitária, somente em 2020 foram produzidas 43 versões do programa em 30 mercados.

“Atingir este marco é uma conquista fantástica para a família MasterChef. Embora ele permaneça fiel aos valores centrais do formato, cada versão é única, adaptando-se para celebrar as culturas individuais de cada região. As incríveis equipes em todas as 500 produções criaram oportunidades de mudança de vida para os participantes e proporcionaram entretenimento e momentos icônicos para milhões de telespectadores ao redor do mundo”, comenta Lucas Green, chefe global de operações de conteúdo da Banijay, proprietária do formato.

Nani Freitas, COO da Endemol Shine Brasil, complementa: “MasterChef é um fenômeno global na televisão e nas plataformas digitais. Só aqui no Brasil já produzimos mais de dez edições, entre as temporadas de amadores, profissionais e junior. É um orgulho imenso representar esse formato no país e fazer parte dessa história de sucesso”.

A série original do MasterChef foi vista pela primeira vez na BBC em 1990, sendo exibida por 11 anos. Em 2005, Franc Roddam, em parceria com a Shine TV, redesenhou o formato da BBC Two, que depois passou para a BBC One em 2009. No mesmo ano, a Austrália tornou-se o primeiro território a adaptar o formato, sendo o final da temporada o programa de televisão mais assistido do ano no país. Mais de uma década depois, o remake do programa ainda desfruta de enorme sucesso, sendo o reality mais procurado de 2020, segundo dados da Parrot Analytics.

Franc Roddam, criador do MasterChef, acrescenta: “Estou imensamente orgulhoso de MasterChef, programa que tem entretido milhões e transformado a vida de milhares de pessoas. Sou muito grato a todos que contribuíram para seu sucesso global e ajudaram a manter sua popularidade e frescor ao longo dos anos”. Além da competição com cozinheiros amadores, o formato possui versões que incluem MasterChef Junior, MasterChef Profissionais, MasterChef All Stars, MasterChef Celebrity e, mais recentemente, MasterChef Sênior. Além disso, seu alcance de mercado está em constante expansão, com novos territórios e incluindo quatro versões na Índia.

O programa contou com participações especiais de vários rostos conhecidos, dentre eles, Dalai Lama, Michelle Obama, Príncipe Charles e sua mulher, Camilla Rosemary Shand (Duquesa da Cornualha), e alguns dos melhores chefs do mundo, incluindo Massimo Bottura, Heston Blumenthal, Marco Pierre White, Gordon Ramsay, Rick Stein e Nigella Lawson. As produções de MasterChef em todo o mundo estão com foco na sustentabilidade, com mais de 75% de reaproveitamento de alimentos sendo doados. Na temporada 12 do MasterChef Austrália, um total de 95% de resíduos alimentares e mais de 39.000 pedaços de papel foram poupados. A versão mais recente na Alemanha construiu seu estúdio inteiramente a partir de materiais reciclados e/ou ecologicamente corretos, economizando pelo menos 3,7 toneladas de plástico.

Leia mais