APRESENTADORA DO É DE CASA

Afastada da Globo, Patrícia Poeta revela que ficou com rosto desfigurado

Patrícia Poeta está afastada da apresentação do É de Casa, da Globo (foto: Reprodução)
Patrícia Poeta está afastada da apresentação do É de Casa, da Globo (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Patrícia Poeta escreveu um desabafo sobre a cirurgia de emergência realizada nas amígdalas que fez na segunda-feira (6). A apresentadora revelou que poderia ter morrido com o procedimento e que ficou com o rosto desfigurado. “Depois do susto, sigo o caminho pra casa para terminar de me recuperar lá. Agora, confesso que não tem como passar por um pesadelo desses, depois de vários dias internada e não refletir sobre tudo que vivi, nesse período. A ficha parece que vai caindo e você, claro, tentando entender melhor as coisas e o porquê de tudo aquilo”, começou.

A jornalista reportou como aconteceu o processo que a levou para a mesa de cirurgia. “O fato é que, às vezes, a vida prega cada surpresa na gente. Acordei com uma leve dor de garganta, na semana passada. Tudo parecia sob controle. Estava devidamente medicada, inclusive. Mas o problema é que, em poucas horas, aquela ‘pequena inflamação’, imperceptível a olho nu, já descia até quase a base do pescoço. De lá pra baixo, era risco de vida na certa. Por isso, a operação precisou ser urgente, no mesmo dia da internação”, afirmou.

“O meu rosto? Ficou desfigurado. Um verdadeiro pesadelo. Bom, depois das horas de operação, outro grande desafio já se encaminhava: exercitar a paciência, a reza e o pensamento positivo… E pra que? Para os próximos exames e possíveis consequências deles; para enfrentar a dor ao engolir a própria saliva, pra tentar e não conseguir abrir a boca pra falar, comer e etc. Paciência pra reaprender certas coisas, respeitando o tempo do próprio corpo – e ainda bem abalada psicologicamente com os últimos acontecimentos intensos”, disse Patrícia Poeta.

A contratada da Globo agradeceu a todas as pessoas que a ajudaram nesse período. “Acho que eu não poderia ser mais objetiva e verdadeira aqui. Mas, depois de contar um pouco dessa saga, o que fica disso tudo? Por que, às vezes, quando tudo caminha tão bem, algo repentino nos tira dali? Faz a gente, literalmente, parar?! Sinceramente, é o que tento descobrir, aprender… Mas nesse processo de aprendizagem, uma certeza: de que jamais vou esquecer o carinho de todos vocês, assim como a ajuda que recebi de todos os profissionais de saúde que me atenderam – gente competente e que está ali pra se doar ao outro”, afirmou.

“Que a gente siga enfrentando e se fortalecendo com os obstáculos que vão aparecendo pela frente – e sem nunca deixar de valorizar essa grande oportunidade que é ‘viver’. Sim, porque o simples fato de conseguir levantar da cama com saúde já é uma baita vitória. E um belo motivo pra se agradecer também”, concluiu.

Leia mais