Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
FORAM CASADOS

Cauã Reymond abre o jogo sobre o que pensa de atuação de Grazi Massafera

Foto de Cauã Reymond
Cauã Reymond falou sobre atuação de Grazi Massafera (foto: Reprodução/Globo)

Figurinha carimbada nas novelas da Globo, Cauã Reymond tem uma imensa lista de trabalhos na televisão. O artista, que começou a carreira na televisão em Malhação (2002), falou sobre a nova geração de atores que contam com influenciadores e pessoas do meio digital.

O comunicador usou como exemplo a sua ex-companheira, Grazi Massafera. Os dois ficaram casados por seis anos. “Ela se tornou uma atriz fenomenal, indicada ao Emmy Internacional, mas começou com muito preconceito. É natural que as pessoas tenham dificuldade no início. Ninguém nasce sabendo”, afirmou o ator.

Questionado sobre o que pensa sobre influenciadores na televisão, Cauã Reymond afirmou que gostaria que fizessem o mesmo que aconteceu com ele na televisão. “Gostaria de ver o mesmo que fizeram comigo. A oferta de um personagem no qual o ator se sinta confortável para evoluir e crescer. Isso é saudável para todo mundo. Se eu tivesse estreado em uma novela já com um papel grande, provavelmente precisaria voltar algumas casinhas. Sinto falta da ‘Malhação’ e de projetos nesse sentido. Precisei de um tempo para ganhar segurança”, pontuou.

+ Bombou na semana: Parintins fora da Globo, Domingo Legal com clássicos e Sheherazade nos domingos da Record
+ Globo se arma com escalação contra fracasso e junta Isabel Teixeira e Drica Moraes em novela

O ator pontuou que o título de galã já foi um fardo para ele. “Houve um momento em que, sim, achava que não conseguiria me provar para as pessoas. Recebi grandes oportunidades de diretores e autores incríveis, que me deram personagens distantes do estereótipo de mocinho. Agora não vejo mais problema em preencher esse lugar na dramaturgia”, contou.

Cauã Reymond sinalizou, no entanto, que precisou de terapia e relembrou uma situação há cinco anos. “Estava no avião e peguei uma dessas revistas de aeroporto com a manchete: ‘O grande galã’. E era o Antonio Fagundes. Pensei: ‘Tomara que eu chegue aos 70 anos com uma trajetória tão bonita quanto essa’. Ele e o Tony (Ramos) são grandes referências para mim”, declarou para a GQ.

Leia mais