FIM DO ACORDO

SBT perde direitos de transmissão de The Thundermans após quatro anos

Cena da série The Thundermans
The Thundermans não faz mais parte do catálogo do SBT (foto: Reprodução/Viacom)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A mudança de postura Viacom nas negociações em seus novos contratos de licenciamento para a televisão aberta já tem a sua segunda vítima. Contrariando a expectativa interna, alimentada por um novo fôlego pelo progresso na aquisição de iCarly e na manutenção de Henry Danger em sua programação, o SBT perdeu todos os direitos de transmissão de The Thundermans e está proibido de transmitir todos os episódios do seriado desde a meia-noite desta quarta-feira (1º). A emissora de Silvio Santos sequer poderá manter os arquivos em seu acervo, como normalmente acontece.

TV Pop soube que o anúncio da expiração definitiva dos direitos de transmissão de The Thundermans pegou as afiliadas de surpresa. A série era transmitida por diversas parceiras do canal em diversos horários e era o enlatado com maior potencial de público dentre o catálogo atual disponibilizado para as regionais. O comunicado oficial sobre o final do contrato só foi enviado pelo setor de Programação no final da tarde de terça-feira (30), quando realmente não existia mais chance alguma de um revés positivo nas negociações com a Viacom, mantenedora da Nickelodeon.

“Informamos que a partir de amanhã a série The Thundermans não poderá ser exibida. Por favor, deletem todos os episódios da referida série”, informou o setor, em um memorando disparado originalmente em negrito e maioritariamente redigido com letras maiúsculas — a reportagem optou por transcrever o aviso sem o uso desses elementos. Depois do recebimento do comunicado, diversas afiliadas procuraram a matriz do SBT e foram alertadas de que a única opção de produção infantil vigente, além de desenhos, são um grupo reduzido de episódios de Henry Danger.

A relação entre a Viacom e a emissora de Silvio Santos começou a ficar estremecida há três meses, quando a multinacional se recusou a renovar os direitos de transmissão de Bob Esponja e de As Tartarugas Ninjas. A primeira produção era o principal desenho do catálogo infantil do SBT e fez parte da programação da rede durante seis anos, tendo sido responsável por um ciclo vitorioso da animação no país. Com tratamento de estrela internacional, ele não raramente derrotava o Encontro com Fátima Bernardes, da Globo.

Leia mais