EM PRIMEIRA MÃO

Sandra Annenberg pede para sair do Globo Repórter e deve ganhar matinal

Foto da apresentadora Sandra Annenberg
Sandra Annenberg é cotada para assumir programa matinal na Globo (foto: Raphael Dias/TV Globo)

Há pouco mais de dois anos apresentando o Globo Repórter, Sandra Annenberg quer deixar o comando do programa de grandes reportagens ainda neste ano: ela já sinalizou aos executivos da emissora que não está feliz no formato e que não está satisfeita estando no ar só duas vezes por semana, já que ela também comanda o Como Será? aos sábados. Internamente, comenta-se que a jornalista já pediu para deixar o programa exibido nas noites de sexta-feira e que ela deverá assumir, no segundo semestre, a apresentação de um novo programa matinal diário.

A reportagem do TV Pop apurou que existem duas versões para a insatisfação de Sandra. Em uma delas, ela estaria insatisfeita com a perda de sua visibilidade desde que foi retirada da bancada do Jornal Hoje. Na outra, que também tem sido comentada por profissionais próximos da comunicadora, a jornalista estaria com receio de ser dispensada pela líder de audiência, que promoverá novos cortes entre profissionais veteranos. Nos bastidores, ainda se fala de um possível remanejamento de Poliana Abritta para o Globo Repórter, com a saída de uma das apresentadoras atuais.

A apresentadora, de fato, ganha mais do que é visto como “aceitável” para alguém que está no ar por menos de cinco minutos semanais. E a baixa produtividade — por mais que seja uma causa direta da escalação feita pela própria empresa — tem sido vista como motivo para a demissão de boa parte dos profissionais mais experientes. No final do ano passado, foi justamente a atração casa das grandes reportagens que mais teve baixas. Em um intervalo de pouco menos de um mês, o canal demitiu Renato Machado, Isabela Assumpção e Francisco José.

Outro fato consumado é a saída de Fátima Bernardes do Encontro: tudo está encaminhado para que ela abandone o comando da atração em julho, um mês depois do aniversário de 10 anos do formato. E o nome de Sandra Annenberg é visto como um dos mais prováveis na “bolsa de apostas” para a substituição da ex-mulher de William Bonner. O TV Pop apurou que um dos cenários debatidos para as manhãs após a saída de Fátima envolve a criação de uma nova revista eletrônica, que seria comandada justamente por Sandra, ao lado de Hélter Duarte e Patrícia Poeta.

Além de querida pelos colegas de trabalho, Sandra é vista como um nome suficientemente apelativo para o mercado publicitário. A Globo não confia plenamente em Patrícia Poeta para assumir sozinha o comando das manhãs, já que a jornalista não chamou a atenção de muitas marcas desde que deixou o Jornal Nacional — e esse também é um dos principais motivos para a emissora estar se esforçando para manter Fátima em seu casting mesmo com a sua saída do Encontro. Ela é tida como uma figura rentável, que dá valor para a empresa mesmo não estando no ar.

Leia mais