Príncipe William diz que família real não é “nem um pouco” racista

Príncipe William nega que a família real seja racista e diz que ainda não conversou com o irmão após entrevista polêmica (foto: Justin Tallis/AFP)
Príncipe William nega que a família real seja racista e diz que ainda não conversou com o irmão após entrevista polêmica (foto: Justin Tallis/AFP)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A entrevista explosiva de Harry e Meghan para a apresentadora Oprah Winfrey no último domingo (7) continua repercutindo pelo Reino Unido. Nesta quinta-feira (11), o príncipe William foi o primeiro integrante da monarquia britânica a comentar pessoalmente o assunto.

William disse que a família real “não é nem um pouco racista” e que ainda não conversou com seu irmão, de quem se distanciou em meio ao drama no Palácio de Buckingham, mas que pretende fazê-lo.

“Eu ainda não falei com ele, mas pretendo”, afirmou ao ser questionado por jornalistas durante uma visita a uma escola em Londres ao lado de sua mulher, a duquesa de Cambridge. Logo depois, ao ser perguntado se a família real é racista, príncipe William respondeu: “Nós não somos nem um pouco uma família racista”.

Na entrevista para Oprah, Meghan e Harry disseram que um membro da família real teria feito comentários racistas sobre a cor da pele do filho que esperavam. A Coroa também decidiu que Archie, hoje com quase 2 anos, não receberia agora proteção ou o título de príncipe, algo a que teria direito automático quando seu avô, o príncipe Charles, subir ao trono.

Harry se recusou a revelar publicamente qual parente fez o questionamento sobre a cor de pele da criança, mas Oprah negou que tenha sido a rainha Elizabeth II ou seu marido, o príncipe Phillip. Ainda durante a mesma entrevista, Meghan disse que a rainha sempre foi “maravilhosa” com ela.

Leia mais