Ricardo Abreu e Lilian Ribeiro são cotados para promoção na GloboNews

Ricardo Abreu e Lilian Ribeiro se tornaram destaques da nova geração de âncoras da GloboNews (foto: Reprodução/GloboNews)
Ricardo Abreu e Lilian Ribeiro se tornaram destaques da nova geração de âncoras da GloboNews (foto: Reprodução/GloboNews)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A próxima onda de mudanças no telejornalismo da Globo, prevista para o início do próximo ano, causará uma série de modificações na GloboNews. O canal de notícias, que dará o pontapé inicial em suas novidades ainda neste mês, já estuda nomes para reforçar o seu time de âncoras de forma definitiva em 2022. Nos bastidores, dois nomes tem dominado a bolsa de apostas para assumir o comando de programas estratégicos. É improvável que a próxima dança das cadeiras não passe por Ricardo Abreu e Lilian Ribeiro, dois dos principais repórteres da emissora na atualidade.

Discretamente, a direção da GloboNews já tem preparado a dupla para alçar voos maiores em breve. Os dois viraram figurinhas carimbadas nas extensas coberturas dos finais de semana, e tem sido convocados de forma mais frequente para comandar telejornais dos dias úteis. Na quinta (3), Ricardo Abreu foi escalado para dividir a apresentação do Em Ponto com Júlia Duailibi, que estava nos estúdios de São Paulo. Ele foi o responsável por boa parte da cobertura da queda de um prédio no Rio de Janeiro, e ficou no ar de forma quase ininterrupta entre 5h e 9h da manhã.

Um dia antes, na quarta-feira (2), foi a vez de Lilian Ribeiro ser testada pela primeira vez no horário nobre. Ela foi convocada para apresentar o Em Pauta, maior audiência diária do canal de notícias, e não fez feio em sua estreia no jornalístico. Nos próximos meses, o programa deverá perder Marcelo Cosme — o atual âncora tem sua transferência para a TV Globo dada como praticamente certa e irreversível. No entanto, ainda não há uma definição sobre quem poderá o substituir na TV por assinatura: os números do programa costumam cair com os substitutos “veteranos”.

A favor da dupla, pesa justamente o fator Ibope. A reportagem do TV Pop apurou que os dois tem tido boa aceitação do público, e costumam subir os índices dos telejornais que apresentam. Âncora interino do Edição da Meia-Noite há algumas semanas, Abreu não raramente chega a atrair mais telespectadores que o Jornal das 10, que vai ao ar em um horário com mais televisores ligados. Lilian, que foi escalada para comandar as últimas semanas do Edição das 10h, conseguiu reverter o crescimento da CNN Brasil na faixa horária e recolocou o noticioso na liderança isolada.

Além das boas audiências, ambos tem a seu favor a boa experiência como repórteres. Ricardo Abreu, que chegou a ser estagiário da Globo nos Estados Unidos, ganhou mais espaço na escala de âncoras da GloboNews após ser bem avaliado na cobertura da apuração das eleições americanas, que durou cinco dias, e é visto como um profissional versátil. Vários de seus momentos como repórter nas coberturas do Carnaval de Rua são lembrados até hoje pelo público, e o evento se tornou um dos campeões de repercussão do canal de notícias.

Lilian Ribeiro, por sua vez, ganhou mais espaço após ter mostrado jogo de cintura e postura firme ao contornar o ataque sofrido por uma repórter durante uma transmissão ao vivo, em 14 de março. Naquele dia, a âncora não pensou duas vezes e perguntou se Elisabete Pacheco, que estava em uma ciclovia de São Paulo, gostaria de parar a reportagem para poder se recompor. Os executivos se surpreenderam positivamente com a atitude da jornalista, que não se desconsertou mesmo com uma situação inusitada.

Leia mais