Vem Pra Cá vira tema da Parada LGBT e Pepita alfineta Patricia Abravanel

Pepita aproveitou a Parada do Orgulho LGBT para alfinetar o Vem Pra Cá e Patricia Abravanel (foto: Reprodução)
Pepita aproveitou a Parada do Orgulho LGBT para alfinetar o Vem Pra Cá e Patricia Abravanel (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Durante a Parada do Orgulho LGBT deste domingo (6), a cantora Pepita respondeu diretamente a apresentadora Patricia Abravanel sobre os comentários feitos no Vem Pra Cá de terça-feira (1). “Eu quero que vocês entendam uma coisa! Não fale de vivência se você não teve essa vivência, não fale de pessoas que você não conhece, não fale de letras que você não sabe nem se expressar”, afirmou a cantora.

“Você já me perguntou se eu aceito você como apresentadora de alguma coisa? Você já me perguntou se eu aceito você na minha rede social? Então porque você se acha no direito de optar na minha vida? Um dia que eu precisar de opinião com certeza não vai ser a sua”, concluiu a funkeira.

No matinal do SBT, a filha de Silvio Santos minimizou a homofobia e pediu compreensão com quem “ainda está aprendendo” após comentar a notícia do cancelamento de Rafa Kalimann e Caio Castro ao publicarem em suas redes sociais um vídeo controverso do pastor Cláudio Duarte, retirado de uma participação dele no Programa Raul Gil. A polêmica foi causada pelo posicionamento do religioso contra o relacionamento entre pessoas do mesmo sexo.

“Eu acredito que nós, mais velhos, e nós que fomos educados por pais mais conservadores, a gente está aprendendo, a gente está se abrindo, mas eu acho que é um direito também das pessoas respeitarem. Por que não concordar em discordar? Assim como ‘LGDBTYH’, não sei, querem respeito, eu acredito que eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje ainda não entendem direito e estão se abrindo pra isso”, disse Patricia Abravanel.

A apresentadora do Vem Pra Cá afirmou que tem dificuldade em educar os filhos neste assunto. “É muito difícil educar filhos e falar assim ‘que que eu vou falar pro meu filho? Como falar?’ Porque a gente não sabe lidar. Tem que ter respeito e compreensão e não massacre e cancelamento”, concluiu ela.

Leia mais