Comentarista da GloboNews, escritor Artur Xexéo morre aos 69 anos

Artur Xexéo era um dos principais comentaristas do canal de notícias da Globo (foto: Reprodução/GloboNews)
Artur Xexéo era um dos principais comentaristas do canal de notícias da Globo (foto: Reprodução/GloboNews)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Morreu na noite deste domingo (27) o escritor e jornalista Artur Xexéo. Colunista do jornal O Globo e comentarista de cultura dos telejornais da GloboNews, ele estava internado na Clínica São Vicente, na zona Sul do Rio de Janeiro há alguns dias. Ele foi diagnosticado há duas semanas com câncer tipo linfoma não-hodgkin de célula T e estava em tratamento desde então, até que teve uma parada cardíaca na sexta-feira (25). De acordo com a coluna de Ancelmo Gois, o jornalista deixou Paulo, seu companheiro há vários anos.

Conhecido do grande público por seus trabalhos no Grupo Globo, o jornalista atuava também nas transmissões do Oscar na TV Globo há seis anos. Ele também era um dos comentaristas da Rádio CBN, em que fazia comentários ao lado de Carlos Heitor Cony. Além disso, o escritor teve passagens pela revista Veja e pelo Jornal do Brasil.

De acordo com o Memória Globo, Artur Xexéo começou a sua trajetória profissional em 1978, como repórter do Jornal do Brasil no Rio de Janeiro. Em 1982, se transferiu para a revista Istoé e, três anos depois, voltou a atuar na publicação carioca, dessa vez como subeditor da Revista de Domingo, suplemento cultural do jornal. E foi aí que ele se especializou em jornalismo cultural. Em 2000, ele levou sua coluna para O Globo, em que também se tornou editor do Rio Show e do Segundo Caderno.

Além do jornalismo, o carioca também se dedicava a outra paixão: a escrita. Ele publicou quatro livros: Janete Clair – A Usineira dos Sonhos, Liberdade de Expressão, O Torcedor Acidental e a biografia da apresentadora Hebe Camargo, lançada em 2017. O jornalista também atuava como dramaturgo, e foi o responsável pela tradução e adaptação de diversas peças teatrais para o cenário brasileiro, como Xanadu, Love Story e A Cor Purpura.

Artur Xexéo era torcedor assumido do Fluminense. Nas redes sociais, o time de futebol lamentou a morte de seu torcedor ilustre. “O Fluminense Football Club lamenta profundamente o falecimento do jornalista Artur Xexéo, Tricolor de coração. Desejamos muita força aos familiares e amigos”, afirmou o clube.

 

Leia mais