Crise nos bastidores da GloboNews faz novo Jornal das 10 ser adiado

Aline Midlej está fora do ar desde 4 de junho, quando comandou o Em Pauta (foto: Reprodução/GloboNews)
Aline Midlej está fora do ar desde 4 de junho, quando comandou o Em Pauta (foto: Reprodução/GloboNews)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Os telespectadores da GloboNews vão ter que esperar mais para voltar a ter a companhia diária de Aline Midlej. Uma crise nos bastidores do canal de notícias tem provocado vários adiamentos na nova versão do Jornal das 10, que será comandado pela jornalista. Inicialmente, a emissora decidiu postergar a estreia do formato de 14 para 28 de junho. Agora, sequer há uma data escolhida para que o telejornal vá ao ar reformulado. A equipe do noticioso acredita que a estreia vá ser confirmada para 5 ou 12 de julho, mas ainda não é uma certeza.

O primeiro adiamento foi provocado pela dificuldade da diretoria em formar uma equipe para o noticiário. Boa parte dos profissionais que atuam no projeto atualmente moram em Brasília e não aceitaram ir para o Rio de Janeiro, fato que provocou uma dança das cadeiras nos times dos programas feitos na capital fluminense. Os executivos optaram por trocar a chefia e os editores de diversos telejornais, mas voltaram a esbarrar com recusas dos funcionários, que não queriam sair de formatos de sucesso para uma incerteza, já que o Jornal das 10 está em crise de audiência.

Depois de contornar a rejeição interna dos colaboradores, a GloboNews esbarrou em outro problema. Até agora, os executivos não aprovaram nenhum dos pilotos da nova fase do telejornal, e o canal segue em busca de um formato que finalmente seja aprovado. Inicialmente, o plano era que a chegada da nova âncora fosse acompanhada de uma nova linha editorial, menos analítica e com mais reportagens, como se fosse um resumo dos fatos do dia.

Enquanto não há uma definição sobre a estreia do novo Jornal das 10, Aline Midlej continuará em uma involuntária temporada na geladeira da emissora. Ela deixou o comando do Edição das 10h em 21 de maio, e sua última aparição nos telejornais do canal foi no dia 4 de junho, cobrindo uma ausência de Marcelo Cosme no Em Pauta. Desde então, a jornalista tem sido usada apenas em projetos digitais, como o festival Converse com Outras Ideias.

Novo jornal das manhãs também é adiado

Inicialmente anunciado para o dia 5 de julho, o Conexão GloboNews também sofre com adiamentos. Primeiramente, a estreia do telejornal foi remanejada para o dia 12 e, em um segundo momento, prometida para a segunda quinzena do próximo mês. Agora, o noticiário sequer tem uma data prevista para sair do papel. O motivo? O canal de notícias esbarrou em diversos problemas estruturais para viabilizar um programa ancorado simultaneamente de três cidades.

A maior parte dos problemas gira em torno de Brasília. O principal estúdio da emissora na capital é dividido com os telejornais locais da Globo, e o novo matinal ocupará parte do horário do DF1, inviabilizando o uso do local. O outro estúdio, utilizado para entradas nos programas nacionais e para os plantões de final de semana, sofre com problemas de acústica e de iluminação — de tão escuro, ganhou o apelido de “gruta” nos bastidores.

Além dos fatores técnicos, a programação matinal e vespertina da GloboNews quase não tem sido exibida na maior parte dos dias. O canal de notícias tem priorizado a retransmissão da TV Câmara, fazendo apenas rápidas entradas com os apresentadores nos intervalos das comissões parlamentares. Para uma ala dos executivos, não faz sentido estrear um novo projeto tão grandioso enquanto esse cenário persistir. E, enquanto não há uma definição sobre a estreia do Conexão, Lilian Ribeiro seguirá como apresentadora interina do Edição das 10h.

Leia mais