Silvio Santos surta, bota série de 1922 no ar e SBT perde 40% de público

Os Garotinhos é a mais nova aposta de Silvio Santos para a programação do SBT (foto: Divulgação)
Os Garotinhos é a mais nova aposta de Silvio Santos para a programação do SBT (foto: Divulgação)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Sempre disposto a trazer conteúdos inovadores para a programação do SBT, Silvio Santos voltou a ligar para os executivos da emissora na manhã desta segunda-feira (28). Dessa vez, o empresário conseguiu surpreender até mesmo os mais pessimistas e ordenou a exibição de uma série mais velha que ele mesmo. Agora, a emissora irá exibir diariamente episódios do seriado Our Gang, que foi traduzida pelo comunicador como Os Garotinhos. A novidade da emissora foi produzida entre 1922 e 1944 — Silvio nasceu em 1930 — e completará 100 anos em 2022.

Pelo menos por enquanto, os episódios de Os Garotinhos serão exibidos apenas dentro do Bom dia & Cia. Como a estreia da série foi uma ordem direta de Silvio Santos, a diretoria do SBT não conseguiu seguir com o planejamento de exibir uma edição maior do Vem Pra Cá, que bateu recorde de audiência com a cobertura do fim do caso Lázaro Barbosa. O resultado? A emissora perdeu 40% de seu público em menos de 20 minutos.

Em seu último minuto no ar, a revista eletrônica comandada por Gabriel Cartolano e Patricia Abravanel pontuava 4,5 na Grande São Paulo. Cinco minutos depois, a nova aposta do dono do Baú já tinha caído para 2,9 pontos, e o público interessado na cobertura jornalística migrou para a Record (10,1) e para a Globo (8,3). No final de sua grande estreia, Os Garotinhos já tinham só 2,7 pontos, o que representa uma fuga de 40% do público.

Na média, a aposta de Silvio Santos também deu errado: o primeiro dos 220 episódios do seriado marcou 3,0 pontos de média, e empatou com a somatória do conjunto de canais da televisão por assinatura. A Record, potencializada com o desfecho do cerco policial que se arrastava há 20 dias, foi líder isolada na faixa horária, com média de 10,7 pontos, seguida pelos 7,6 da Globo. A Band, com 1,9, e a Cultura, com 1,6 ponto, chegaram a assustar a produção.

Leia mais