Repórter do Jornal Nacional viola regra e chama Bolsonaro de ‘psicopata’

Chico Regueira é um dos principais repórteres do Jornal Nacional (foto: Reprodução/GloboNews)
Chico Regueira é um dos principais repórteres do Jornal Nacional (foto: Reprodução/GloboNews)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Chico Regueira, um dos principais repórteres do Jornal Nacional na editoria Rio, ficou revoltado com a visita dos cantores Sérgio Reis e Eduardo Araújo ao presidente Jair Bolsonaro. Em uma rede social, ele compartilhou o vídeo em que o Presidente da República aparece rindo ao lado dos sertanejos na reunião realizada na quinta-feira (12) e não poupou críticas ao trio. O jornalista disse em seu perfil, que conta com o selo de autenticidade dado pela plataforma, que os três envolvidos na cena são ‘aloprados’, sendo que os dois artistas seriam ‘patetas’ e o chefe de governo um ‘psicopata’. “Quase 600 mil mortos e esses três aloprados rindo. Dois patetas e um psicopata”, afirmou.

A opinião publicada por Chico Regueira vai de encontro com o princípio de isenção exigido pela TV Globo em seu extenso manual de conduta nas redes sociais. No documento, disponibilizado publicamente nas páginas oficiais da empresa, a emissora diz que seus jornalistas “devem se abster de expressar opiniões políticas e de tomar partido em questões controversas e polêmicas que estão sendo cobertas jornalisticamente pelo Grupo Globo, e não devem nunca se pôr como parte do debate político e ideológico”.

Em outra parte do manual, a Globo diz que o protocolo de uso de redes sociais deve ser rigorosamente seguido, e que eventuais faltas devem ser avaliadas pela diretoria da emissora e, se necessário, até mesmo pelo Conselho Editorial do conglomerado de mídia. “Essas regras são válidas para todos os jornalistas da Globo e devem ser rigorosamente observadas. As chefias diretas ficam com a incumbência de implementá-las, torná-las uma realidade e, em caso de faltas por parte de jornalistas, dividir os episódios com a direção de redação do veículo, que decidirá então se é o caso de levá-los à apreciação do Conselho Editorial do Grupo Globo”, afirma a empresa.

A reportagem do TV Pop procurou a Central Globo de Comunicação para saber qual o posicionamento da emissora diante da publicação feita pelo repórter do Jornal Nacional diante das determinações feitas dos Princípios Editoriais da companhia, mas a emissora não se manifestou até a publicação deste texto.

Leia mais