Bianca Andrade lançará série documental sobre a sua gravidez

Bianca Andrade e Fred são pais do pequeno Cris (foto: Reprodução)
Bianca Andrade e Fred são pais do pequeno Cris (foto: Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Bianca Andrade anunciou que lançará um documentário sobre maternidade: o Mãe #NaReal. O projeto será exibido em quatro episódios em seu canal do YouTube na data que marca o fim de seu puerpério, na segunda-feira (30). A série irá contar sobre a experiência da gravidez e parto do seu primeiro filho, Cris, a importância de redes de apoio para mães, puerpério e exposição nas redes sociais. A influenciadora declarou que irá mostrar seu dia a dia e o parto.

A série irá mostrar como a youtuber lidou com sua autoestima e com o lado profissional durante esse período. De cenas reais de contrações em meio a campanhas da Boca Rosa Beauty – sua marca, que faturou R$120 milhões em 2020 -, até vídeos compartilhando mudanças no corpo em relação a estrias e espinhas.

“Eu sou muito fã de documentário, tudo que se passa na minha vida eu digo que um dia vai fazer parte da minha série documental. A gente criou esse costume de se gravar aqui, já sabendo que um dia faria esse tipo de conteúdo. Foi assim que nasceu a série Mãe #NaReal. Tinha muito conteúdo, eu queria falar sobre tudo que passei e não conseguia falar durante a gravidez. Na série eu falo o porquê do meu bloqueio em relação a rede social e escolhemos esse formato”, contou.

“Durante a gravidez, eu acordava e dormia com medo de postar algo, gerar alguma polêmica que eu não conseguisse lidar e causar algum problema para o bebê. Minha maior preocupação foi meu filho, tanto que passei minha gestação inteira postando praticamente só assuntos relacionados ao meu trabalho”, declarou.

O documentário sobre a maternidade no ponto de vista de Bianca Andrade fará questionamentos sobre as dimensões de vida pública e privada e também sobre os limites das redes sociais, incluindo a fase pós-nascimento de Cris. “Não mostrar o rosto [do bebê] nunca foi uma vontade minha, até pelas minhas fãs, porque elas gostariam de conhecer o Cris. Ele nascendo já me dava um alívio por imaginar que meu psicológico já não faria mais mal a ele. Mas na verdade, não. Tenho que continuar me cuidando porque uma mãe saudável cria um filho saudável. Eu contava os dias para me sentir segura e bem para mostrar meu bebê sem medo”, contou.

Leia mais