Neto se revolta ao vivo e diz que Luciano Huck virou uma pessoa ingrata

Neto ficou revoltado com Luciano Huck durante Os Donos da Bola (foto: Reprodução/Band)
Neto ficou revoltado com Luciano Huck durante Os Donos da Bola (foto: Reprodução/Band)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Neto criticou Luciano Huck durante a transmissão de Os Donos da Bola, da Band. O ex-jogador afirmou que o novo apresentador do Domingão é ingrato por não relembrar dos tempos em que trabalhou na emissora do Morumbi. O craque também atrelou a ascensão do sucessor do Faustão a Suzana Alves e Joana Prado, que interpretavam Tiazinha e Feiticeira no programa H, dizendo que ele não faria o mesmo sucesso sem elas. “Oh, Luciano Huck, deixa eu falar uma coisa para você: ‘você não tem que agradecer a Band?'”, questionou o apresentador.

“A Band foi tão importante para você, você não tem ideia… no programa H. Aí, você disse da Joana Prado e da Suzana Alves. Você tinha que ter, no mínimo, a gratidão de falar o nome das duas. Se não fossem as duas, você não faria o sucesso que você fez aqui na Band. Entendeu? Eu não quero falar o nome [das personagens] delas. Quero falar o nome delas como pessoas”, declarou Neto.

Neste domingo (29), Luciano Huck havia concedido uma entrevista que foi ao ar no Fantástico. Para Renata Ceribelli, o apresentador revelou que os personagens da Tiazinha e a Feiticeira não caberiam hoje em dia. “Tinham coisas que eram aceitáveis há 20 anos e que não são mais”, pontuou.

Renata Ceribelli questionou se o papel das duas personagens era apontado como parte do “imaginário machista”. “Não caberia hoje em dia, de jeito nenhum. Coube naquele contexto. A gente era muito jovem, tinha uma certa ingenuidade naquilo também. O jeito que a minha geração foi educada, tem pilares que não se sustentam mais, graças a Deus”, declarou.

Apesar de uma carreira longa, Luciano Huck declarou que o aprendizado que teve foram nos últimos 20 anos, tempo em que esteve a frente do Caldeirão do Huck. “Antes da Globo, foi um aprendizado, uma descoberta, ainda pós-adolescente. O que me transformou mesmo foram os últimos 20 anos”, concluiu ele.

Leia mais