“MAS EU ADMIRAVA”

Naiara Azevedo fala de Marília Mendonça: “Não era minha amiga”

Naiara Azevedo falou sobre sua relação com Marília Mendonça
Naiara Azevedo falou sobre sua relação com Marília Mendonça (foto: Reprodução/Globo)

Naiara Azevedo, confinada no BBB22, foi questionada por Pedro Scooby sobre sua relação com a cantora Marília Mendonça, que morreu em novembro, vítima de um acidente aéreo. “Não muito próximas. Não éramos melhores amigas. Não tinha nem tempo pra isso. Ela sempre foi fiel e próxima a quem trabalhava com ela”, declarou.

“Não era minha melhor amiga, mas alguém que eu tinha admiração muito grande, primeiramente como fã. E a gente teve uma troca muito bacana, gravei um trabalho com ela que vai sair em fevereiro”, disse Naiara Azevedo sem saber que sua canção pode nem ser lançada por briga com a família da artista. “Nesse encontro a gente teve uma troca bacana de energia e coisas que falei pra ela. Não era minha amiga, mas eu admirava, como mãe, e que vai ter sempre um espaço no meu coração”, completou a sertaneja.

Entenda a briga

O irmão de Marília Mendonça, João Gustavo não gostou de saber que Naiara Azevedo tem pretensões de lançar uma música gravada com Marília Mendonça. O cantor usou as redes sociais para dizer que deseja que ela seja eliminada do BBB22 o mais rápido possível. “Parabéns, Naiara, isso eu já sabia. Você nunca enganou ninguém”, começou ele.

“Todo mundo já sabia que você entraria no BBB para se promover, e eu sei que você não vai tirar o nome da minha irmã da boca, então eu vou fazer de tudo para que você não fique dentro dessa casa. Eu não vou aceitar, não, gente. Ninguém vai ganhar em cima dela [Marília Mendonça]”, afirmou João Gustavo.

Muitos seguidores criticaram o posicionamento do irmão da sertaneja por ele também ter lançado uma música ao lado da cantora após sua morte, mas Ruth, mãe da cantora, decidiu explicar o incômodo da família e declarou que Marília Mendonça não queria o lançamento da canção. “Estamos aqui com a missão de cumprir a vontade da Marília, todas as músicas autorizadas por ela em vida serão lançadas, como ela queria. O que nos magoa é usar a mídia de maneira estratégica para forçar a liberação, sem ao menos nos comunicar”, relatou ela para a Quem.

Leia mais