Âncora da Record, Mariana Godoy chama live de Bolsonaro de “bizarra”

Mariana Godoy chamou live de Bolsonaro de bizarra no Fala Brasil (foto: Record/Reprodução)
Mariana Godoy chamou live de Bolsonaro de bizarra no Fala Brasil (foto: Record/Reprodução)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Apresentadora do Fala Brasil há cinco meses, Mariana Godoy chamou a live do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), da última quinta-feira (29), de “bizarra”. O comentário foi feito durante a edição desta sexta-feira do noticioso matinal da emissora de Edir Macedo, apoiador do governo federal.

Em seguida, foi exibida uma reportagem que mostrava Bolsonaro reciclando uma série de boatos já desmentidos, além de levantar suspeitas infundadas sobre os resultados de eleições anteriores. O político também disse que não tem provas de supostas fraudes nas urnas eletrônicas.

“O presidente Jair Bolsonaro insistiu, durante uma live bizarra, que a urna eletrônica facilita fraudes nas eleições. Bolsonaro também criticou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Barroso, contrário à proposta de um voto impresso”, dizia o texto lido pela jornalista na chamada da reportagem.

Em março, Mariana Godoy também repercutiu nas redes sociais ao criticar a postura do governo federal sobre as vacinas contra o vírus da crise sanitária em uma emissora apoiadora de Bolsonaro. “O presidente diz que não tem vacina no mundo para comprar. Não tem por que o Brasil não encomendou”, iniciou a âncora.

“E quando a própria Pfizer ofereceu, lá no ano passado, o Brasil recusou. E o Brasil tivesse feito o pedido no ano passado, junto com os outros países, ninguém precisaria hoje pedir por vacina. Vacina não é pãozinho, não sai de hora em hora na padaria da esquina. Quem quer mesmo tem que encomendar, isso é planejamento, é isso que se tem que fazer, em acordo com todos os estados”, finalizou Mariana Godoy.

Leia mais