Nickelodeon não renova contrato e abre buracos na programação do SBT

Silvia Abravanel é a apresentadora do Bom dia & Cia: programação infantil do SBT com desfalques (foto: Divulgação/SBT)
Silvia Abravanel é a apresentadora do Bom dia & Cia: programação infantil do SBT com desfalques (foto: Divulgação/SBT)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Nota da Redação: o texto a seguir apresenta informações desatualizadas. Clique aqui e confira a notícia mais recente sobre a saída da Nickelodeon da programação do SBT.

A programação do SBT sofrerá um duro golpe na virada do mês. A emissora de Silvio Santos foi notificada pela Viacom que o contrato de parceria entre as empresas, firmado há sete anos, não será mais renovado a partir do primeiro dia de setembro. Com isso, a rede deixará de ter autorização para transmitir as produções infantis da Nickelodeon, que ocupam diversos horários estratégicos. O fim do acordo provocará um o surgimento de um buraco na grade de programação de segunda a sábado: apenas em São Paulo, as produções da gigante americana preenchem um espaço de 6h35min semanais. Em outras cidades, o tempo destinado para as séries infantis chega a dobrar.

Mesmo sem alcançar os índices de audiência de outrora, quando chegavam a disputar a liderança com a Globo, os seriados da Nickelodeon ainda eram utilizados como alavanca de Ibope pelo SBT. Desde o início do ano, ciente da aproximação do final do contrato, os executivos da emissora tentaram encontrar produções substitutas no mercado, mas esbarraram nos caprichos de Silvio Santos e no avanço do streaming no Brasil. Sem conseguir contratos com as grandes produtoras, o canal passou a insistir em Lassie, As Aventuras de Rin-Tin-Tin e Os Garotinhos.

Nos últimos meses, apenas duas produções da Viacom haviam restado no catálogo da rede. Transmitidas à exaustão e com poucos episódios produzidos, The Thundermans e Henry Danger foram exibidas pelo canal nos mais diversos horários. A primeira, que encerra o Bom dia & Cia, seguirá em cartaz em São Paulo até o dia 31. A segunda teve a sua última exibição na metrópole no sábado (28), em uma maratona de quase duas horas e meia no ar.

A reportagem do TV Pop apurou que a diretoria do SBT segue tentando encontrar uma forma de reverter, ou ao menos postergar, o distrato contratual feito pela Viacom. No entanto, dificilmente haverá um recuo por parte do conglomerado multinacional. A empresa, assim como a Disney, reduzirá a exposição de seus conteúdos na TV e concentrará seus investimentos em sua plataforma de streaming, a Paramount+, que ainda não conseguiu ganhar capilaridade no país — para a companhia, tirar as séries da TV aberta é uma forma de fazer com que o público tenha que assinar o serviço para agradar os filhos, que devem estranhar a ausência dos seriados na emissora.

Enquanto isso, as afiliadas da rede de Silvio Santos já foram avisadas sobre a proibição da exibição das duas séries a partir da meia-noite de 1º de setembro, e o departamento de Programação deu uma série de alternativas para que as parceiras do canal consigam preencher os buracos na programação. Dentre elas, estão a exibição do trio mofado de Silvio Santos (Lassie, As Aventuras de Rin-Tin-Tin e Os Garotinhos), o seriado The Big Bang Theory e a transmissão de desenhos animados, que poderão ser gravados pelas praças a partir da exibição feita pelo Bom dia & Cia.

Leia mais