Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
EM 2025

Pedro Bial é escalado pela Globo para comandar projeto de 60 anos

Foto de Pedro Bial
Pedro Bial vai comandar projeto de 60 anos da Globo (foto: Reprodução/Internet)

Pedro Bial liderará um projeto inédito que marcará o início das comemorações dos 60 anos da Globo, em 2025. O programa Conversa com Bial fará parte da grade especial de aniversário. A emissora está preparando um especial musical com a participação de nomes da música. A informação é do O Globo.

Monica Almeida, diretora de gênero de Auditório na Globo, está à frente da equipe de criação desse evento musical. A ideia é reunir artistas renomados para um grande show. Outro destaque previsto para o próximo ano é o remake da novela Vale Tudo (1988), escrito por Manuela Dias, autora de Justiça (2016) e Amor de Mãe (2020).

Para viver a icônica e preconceituosa Odete Roitman a emissora já tem pensado em alguns nomes. De acordo com o Notícias da TV, Gloria Pires, que viveu Maria de Fátima em 1988, foi a primeira sugestão para encarnar a veterana na nova versão da trama. A atriz chegou a afirmar que não recebeu nenhum convite. Já segundo o jornal Extra, o papel foi aceito por Fernanda Torres.

Até o momento, estão reservados para o folhetim da Globo nomes como Taís Araujo, que deve ser a protagonista Raquel, além de Cauã Reymond no papel do galã César, interpretado por Carlos Alberto Riccelli na versão original. Estarão no elenco Débora Falabella e Clarissa Pinheiro. Carolina Dieckmann deve viver Heleninha Roitman, interpretada por Renata Sorrah há 36 anos.

+ Mesmo em dia desastroso, Ana Paula Araújo é elogiada no Fantástico: “Espetacular”
+ Sem compartilhamento de senhas, Netflix é processada por quase mil clientes brasileiros

A trama tem como pano de fundo a corrupção e a falta de ética no final dos anos 1980 no Brasil. Narra a história de Raquel Accioli (Regina Duarte), que foi casada com Rubinho (Daniel Filho), de quem se separou há cerca de dez anos. Depois de uma discussão, ela decidiu abandoná-lo e ir morar em Foz do Iguaçu, na casa de seu pai, Salvador (Sebastião Vasconcelos), com a ambiciosa filha Maria de Fátima (Gloria Pires). O único bem da família é uma modesta casa que Salvador passou para o nome da neta. Raquel vive como guia de turismo e depois que Salvador morre, Fátima vende a casa sem comunicar à mãe e parte para o Rio de Janeiro para tentar uma vida melhor. Fátima é o oposto da mãe: é inescrupulosa, tem horror à pobreza e fará de tudo para enriquecer.

Leia mais