Doença afasta Maju Coutinho do Jornal Hoje e provoca correria na Globo

Maju Coutinho foi temporariamente afastada do Jornal Hoje (foto: Reprodução/TV Globo)
Maju Coutinho foi temporariamente afastada do Jornal Hoje (foto: Reprodução/TV Globo)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Uma inesperada licença-médica de Maju Coutinho provocou correria nos bastidores da Globo nesta quarta (11). Ela foi temporariamente afastada do comando do Jornal Hoje por conta de um problema de saúde, e deverá seguir fora do ar por mais alguns dias, por conta do rígido protocolo de segurança adotado pelo canal durante a crise sanitária, que prevê o afastamento de funcionários que tiveram sintomas gripais, já que não há como diferenciar resfriados de infecções respiratórias mais severas. A emissora, porém, passou por apuros para conseguir substituir a jornalista no comando do telejornal da hora do almoço, já que todos os seus substitutos habituais estavam indisponíveis.

O TV Pop apurou que a apresentadora do noticioso apresentou sintomas da infecção respiratória e que, por isso, foi afastada até que sejam feitos exames que confirmem ou descartem o vírus. A Globo foi procurada pela reportagem e, questionada sobre o quadro clínico da âncora do Jornal Hoje, não negou as informações dadas pelo site. A emissora enviou uma nota minimizando o afastamento, tratando o caso como um imprevisto, mas ressaltando que não há data para que o seu retorno ao trabalho. “Maju Coutinho teve uma indisposição, mas estará de volta ao Jornal Hoje nos próximos dias”, afirmou a Central Globo de Comunicação.

O time de plantonistas do telejornal era composto, até então, por três jornalistas: César Tralli, Rodrigo Bocardi e Roberto Kovalick. E os três não podiam assumir o posto em caráter emergencial. O marido de Ticiane Pinheiro está de férias até o dia 15, o titular do Bom Dia SP já está cobrindo férias no comando do Jornal da Globo, e o âncora do Hora 1 já havia trabalhado horas antes, não estando mais na emissora quando a diretoria buscava um substituto.

Alan Severiano, repórter e plantonista dos telejornais locais de São Paulo, acabou sendo o escolhido para apresentar o telejornal durante a licença-médica de Maju Coutinho. O jornalista nunca havia gravado um piloto para a função e fez seus primeiros testes no estúdio do telejornal na manhã de quarta, horas antes de entrar no ar. Nos bastidores, a avaliação é a de que ele estava no lugar certo e na hora certa: como ele já estava na emissora por estar apresentando o SP1 nesta semana, seu nome era o mais prático para fazer o telejornal nacional. Para substituir o substituto em seu noticioso local, os executivos da emissora escolheram Fábio Turci, que já fazia parte da escala de plantonistas.

Renata Vasconcellos viveu a mesma situação

Em julho, Renata Vasconcellos também chegou a ser afastada do Jornal Nacional por um motivo parecido. Ela foi acometida por um forte resfriado, que também poderia ser confundido com uma infecção respiratória, e deixou de apresentar o telejornal mais visto do país durante uma semana. Na época, ela passou por uma bateria de exames, e todos eles confirmaram que se tratava apenas de uma gripe prolongada, descartando uma possível contaminação pelo vírus da crise sanitária — ela sequer teve sintomas que pudessem indicar isso.

A rede adotou rígidos protocolos de biossegurança e tem afastado indefinidamente profissionais que apresentem qualquer sintoma gripal. As duas não é foram as primeiras a ficar de molho por conta das regras instituídas pela emissora: outros âncoras da própria Globo e da GloboNews também já foram tirados do ar por sintomas de gripe, algo que era plenamente normal até o início do ano passado.

Leia mais